EnglishPortugueseSpanish
Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai
Postado por Estela T em fevereiro 18, 2019 Editado em março 5, 2019

E eis que finalmente o Itinerário de Viagem conseguiu participar do Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai que fica em Cotia, próximo a São Paulo! Contamos tudo aqui para você ficar por dentro e, principalmente para quem não foi, se programar direitinho e ir ano que vem!

Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

O Templo Zu Lai recebe um grande público no Ano Novo Chinês

 

Pra início de conversa, é necessário falar aqui que no mundo existem cerca de 3.000 vertentes do budismo. O budismo, propriamente dito, foi criado 500 anos A.C. e migrou da Índia para China, Coréia e Japão. Durante todo este tempo, discípulos de Sidarta Gautama levaram os seus ensinamentos em momentos distintos, fazendo com que "a tese final dele" (digamos assim) não foi distribuída no mesmo "timing" quando aqueles seus discípulos já tinham levado seus ensinamentos mais "iniciais" para locais remotos da Ásia. Devido a isso, existem diversas linhas diferentes de budismo, mesmo todas tendo saído de uma única fonte.

Então é importante entender aqui que Budismo não é uma coisa só. Existem diversos tipos mas que no final, acredito eu, procuram evoluir o ser humano de uma forma não somente carnal ou espiritual, mas algo além disso.

Outra coisa importante a saber é que o Budismo veio da Ásia e não do Oriente e o Templo Zu Lai está filiado ao Monastério Fo Guang Shan da China e com sede em Taiwan. A linha do templo é do ramo da filosofia budista Mahayana (incorreto escrever "Maaiana").

 

Deus da Fortuna no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

Homens representando o 'Deus da Fortuna'

Arhats no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

Os arhats antes da entrada do templo

A comemoração aconteceu no dia 17 de Fevereiro, sendo que o ano novo chinês aconteceu, na realidade, no dia 05 de Fevereiro. Este ano de 2019 é o Ano do Porco ou Javali. O mais interessante é que este novo ano durará até o dia 24 de Janeiro de 2020, ou seja, em 2020 a comemoração será em Janeiro.

Para quem gosta de astrologia chinesa, saiba que o Porco possui o elemento terra que remete aos elementos de solidez, estabilidade, fertilidade e introspecção. A dica para este ano é ter cuidado e manter aquilo já está dado.

No Templo Zu Lai a programação foi:

10h - Cerimônia dos Mil Budas
10h - Workshops: Recorte de Papel, Origami, Caligrafia Chinesa, etc.
11h - Almoço Vegetariano, Barracas com comidas típicas com opções vegetarianas e veganas
13h-15h30 Apresentações: Dança do Leão, dança feminina chinesa, Taikô (japonês), Dança pop de jovens locais, Deus da Fortuna, Tai Chi, Kung Fu e Dança do Dragão.

 

Nós chegamos às 12h40 e focamos em ver as apresentações. Vale a pena participar da programação inteira!

Para quem quer comer uma boa comida, além do restaurante do templo, na ocasião da comemoração do Ano Novo Chinês, são montadas umas 8 ou 10 tendas com comidas muito boas. O local fica cheio e os preços são justos, mas passo a dica aqui que, após as apresentações, como muitos ônibus de excursões deixam o local às 17h, o pessoal das tendas começam a fazer promoções muito boas! Comemos dois pãezinhos chineses recheados por R$6,00, a pamonha chinesa salgada (veja no vídeo) por R$8,00 e dois pãezinhos "Bao" por R$12,00. Além disso comemos uma raspadinha (R$5,00) cada e levamos para casa pãezinhos da monja recheados. Havia ainda tenda de bebidas, yakisoba, pastel e tempurá.

Dança do Leão no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

A 'Dança dos Leões" abocanhando as alfaces para trazer boa sorte

Dança feminina no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

Dança tradicional Feminina Chinesa com leques e fitas

Taikô no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

O 'Taikô' que é japonês, porém este tipo de percussão é originária da China

Tai Chi no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

O Tai Chi

O Ano Novo Chinês não cai todos os anos no mesmo dia, isso porque ele é baseado nas fases da lua, então, quando começa a noite da lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo quinto grau de Aquário, é comemorada a passagem do ano novo!

Já a astrologia que vem junto com o ano inteiro, é atribuída aos 12 animais que, segundo a "lenda/história" foram atender ao chamado de Buda para uma reunião e em agradecimento, Buda os transformou nos signos da astrologia chinesa. Os animais foram: rato, boi/búfalo, tigre, coelho, dragão, serpente/cobra, cavalo, carneiro/cabra, macaco, galo, cachorro e o porco/javali.

Kung Fu no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

O Kung Fu

Dança do Dragão no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

A tradicional 'Dança do Dragão"

Público no Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai em Cotia São Paulo

O público a caráter

ano novo chinês no templo zu lai

O Templo Zu Lai em dias não festivos

 

foto de Mathew Hodgkin no Templo Zu Lai em Cotia, São Paulo

foto de Mathew Hodgkin

A Gisela fez um passeio com um amigo fotógrafo, o Mathew Hodgkin e as fotos abaixo são dele! O ambiente fica muito diferente quando não há nenhuma festividade no Templo Zu Lai. Construído há 27 anos (conforme nos falaram por lá), é o primeiro Monastério Fo Guang Shan feito na América do Sul (não sei se já existem outros). No local é possível frequentar algumas cerimônias corriqueiras e até fazer um retiro. Busque saber a programação do local pelo site oficial.

foto de Mathew Hodgkin no Templo Zu Lai em Cotia, São Paulo
foto de Mathew Hodgkin no Templo Zu Lai em Cotia, São Paulo

Sem tantas pessoas é possível apreciar a arquitetura asiática empregada no local. Dizem que para a construção do templo, foram chamados arquitetos chineses, taiwaneses, japoneses e brasileiros, seguindo a linha arquitetônica de Taiwan, porém, a ideia era fazer algo um pouco contemporâneo também. Ele é todo clean e as salas de cerimônias (que não são permitidas fotografias) também são bem claras e arejadas, bem diferentes de alguns templos feitos de madeira escura de São Paulo.

Existe um jardim para visitação próximo a um pequeno lago e que, apesar de ter sido construído, nos remete à natureza dos homens (aquela que temos na mente do que é natureza, e não à natureza natural, totalmente orgânica) com muita topiaria e controle através do paisagismo.

Também há várias estátuas de vários tipos de budas e de entidades, como os arhats que, confesso, nem sabia que existiam... pelo o que eu li, os arhats são seres com elevada espiritualidade e que atingiram a iluminação. O budismo usava de várias histórias e lendas para explicar de forma clara os ensinamentos, dado que o entendimento há 500 a.C. era outro, se compararmos com a vida contemporânea.

foto de Mathew Hodgkin no Templo Zu Lai em Cotia, São Paulo
foto de Mathew Hodgkin no Templo Zu Lai em Cotia, São Paulo

Informações:
Horário de funcionamento: De terça-feira a sexta-feira das 12h-17h. Sábados, domingos e feriados, das 9h30-17h. Segunda-feira: Fechado (mesmo se feriado)
Endereço: Estrada Fernando Nobre, 1461. Parque Rincão - Cotia/SP (Acesso pelo Km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares)
Entrada e estacionamento são gratuitos.
Possui acessibilidade para pessoas com restrições de mobilidade
Passeios individuais ou em família não precisam ser agendados, porém, para grupos, sim. Existem visitas guiadas pagas (R%5,00/pessoa - valor de Janeiro/2019)

Importante: não são permitidas fotografias com tripés e drones e nem filmar ou fotografar em áreas internas dos edifícios.

Dicas do próprio site do Templo Zu Lai para chegar até lá:

DE TRANSPORTE PÚBLICO CONVENCIONAL: Descendo na Estação Butantã do Metrô (Linha Amarela) procure o terminal de ônibus que fica atrás da estação (na Praça Waldemar Ortiz). Utilize qualquer ônibus ou van com destino à Cotia e desça no KM 29 da Rodovia Raposo Tavares. Caminhe poucos metros no acostamento da via de volta à São Paulo até chegar à entrada da Estrada Fernando Nobre. Ande por mais 1km na Fernando Nobre até encontrar, à sua esquerda, o templo. Dizem que esta caminhada, ao todo, leva a cerca de 20-30 minutos.

DE ÔNIBUS FRETADO (somente AOS DOMINGOS): O valor da passagem é R$ 15,00 por pessoa (valores de Fevereiro/2019) equivalente à ida e volta. Este ônibus sai do bairro da Liberdade na Rua Dr. Rodrigo Silva, ao lado da loja Ikesaki e sai às 08h30 e volta às 16h. Portanto,s e optar por este tipo de transporte, saiba que ficará no templo praticamente o dia todo.

O templo possui uma cafeteria e um refeitório com opções vegetarianas APENAS. O buffet do restaurante é livre e possui pratos quentes e frios e custam R$ 30,00 para adultos e R$ 22,00 para crianças entre 2 e 8 anos (valores de Janeiro/2019). Parece que o comércio lá só aceita dinheiro, nunca cartões de nenhum tipo.

Importante também se atentar às regras de conduta como: não usar roupas curtas como shorts, regatas e decotes. Não é permitido fazer piquenique no local, não pode fumar, não levar animais de estimação, não subir em esculturas e etc.

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por