EnglishPortugueseSpanish
MONTEVIDEO
Postado por Gisela S em fevereiro 2, 2019 Editado por Estela T em abril 20, 2019

Carnaval em MontevideoMontevideo no feriado do Carnaval: Esta viagem a Montevideo ocorreu no feriado de Carnaval em 2016 e acabei chegando depois do desfile que acontece na cidade, nas ruas e em proporções menores se compararmos com os do Brasil. No total foram 3 dias e meio na cidade.

O carnaval de lá também tem o samba, mas é diferente do nosso e, apesar de ter perdido os desfiles de rua, ainda estavam acontecendo outras festividades de carnaval como nos ginásios e em alguns lugares fechados como teatros. Acabei indo em um show de carnaval que foram apresentados vários tipos de danças. Havia até uma apresentação que se assemelhava muito com as roupas do carnaval brasileiro, mas também havia expressões carnavalescas mais próximas às uruguaias ou argentinas, porque acho que o país vizinho também possui danças parecidas.

No meu primeiro dia de Montevideo, caminhei pelo centro da cidade conhecendo a Plaza Independencia, o Mercado del Puerto, as praias e passei na frente de vários museus.

Mais à noite assisti a uma apresentação de tango porque, assim como na Argentina, o tango no Uruguai é tradição. Dizem inclusive que Carlos Gardel na realidade nasceu no Uruguai, porém o próprio cantor se dizia nato de Buenos Aires.

Você pode adquirir um ingresso antecipadamente no nosso link da Tiqets e assistir aos espetáculos de tango! Incluso jantar e shows até de candombe, folclore e milonga.

Tango em Montevideo
Show de música em Montevideo

No Uruguai eles chamam o tango de milongas, que na verdade é o local onde é possível dançar tango, tipo "um baile". Além do tango eles tocam candomble que é muito típico. O local que fui chama-se Baar Fun Fun e é um dos mais antigos de Montevideo. Não é caro e é necessário se atentar aos dias que há espetáculo e comprar com antecedência!

No outro dia saí para caminhar pelas ramblas até a Playa de los Pocitos. Para quem não sabe, as ramblas de Montevideo é uma avenida que percorre toda a costa da cidade  e também a mais longa calçada contínua do mundo já que possui uma extensão de mais de 13,7 quilômetros ininterruptos.

Chegando na praia acabei comendo um sanduíche que é famoso por lá, mas era muito normal, nem sei por que eles falavam que era famoso. Tomei um espumante que também é muito comum na região.

Neste caminho acabei fazendo amizade com um pessoal da região e mais tarde fui jantar com eles.

Rambla em Montevideo

Rambla

Restaurante em Rambla de Montevideo

Um tipo de lanchonete

chivito e fritas em Montevideo

O tal CHIVITO

Uma rua de Montevideo

Detalhes de Montevideo

Teatro Solis de Montevideo

Teatro Solis visto da Plaza Independencia

Palacio Salvo e a estatua do Jose Gervacio Artigas em Montevideo

O famoso Palacio Salvo

Puerta de la Ciudadela de MontevideoA Plaza Independencia é meio que um divisor do que eles chamam de "cidade velha" e "cidade nova" e lá há vários monumentos e prédios que são destaques na arquitetura da cidade. Note que havia até a porta que dividia a cidade, a chamada de Puerta de la Ciudadela. Desta forma é possível perceber como a cidade é antiga porque a porta possui um estilo colonial bem marcante.

A partir deste portal, temos tudo aquilo que eles definem como o espaço de uma área de pedestres.

No meio da praça há uma estátua que é o Mausoleo de José Gervacio Artigas | Prócer de los Orientales. Ele é considerado como o fundador da nação, um militar e político visto como herói nacional (conseguiu a independência do domínio luso-brasileiro). O mausoléu de Artigas se encontra neste local (veja a estátua na foto acima, na foto do Palacio Salvo).

Na Plaza ainda há o Palacio Estevez que é um prédio histórico administrativo que você também pode visitar. Mas não fiz tal visita, mas saiba que elas são feitas em dias e horários específicos. Dizem que a vista do topo deste prédio é legal. Este prédio já foi sede do governo e por isso tem um museu com o tema.

A praça foi projetada em 1837 em estilo império ou diretório, como eles dizem, e é um dos locais mais visitados na cidade.

O Palacio Salvo possui um prédio gêmeo em Buenos Aires, o Palacio Barolo, e foi feito pelo mesmo arquiteto! Veja um pouco mais sobre ele na nossa página Buenos Aires I. Porém vale saber que o Salvo foi construído antes, inaugurado em 1928 e foi considerado na época o prédio mais alto da América do Sul.

Na entrada havia uma confeitaria chamada La Girarda e hoje é um museu do tango. Esta história se deu porque foi lá que foi executada "La cumparsita" cantada por Carlos Gardel e composta pelo uruguaio Gerardo Matos Rodriguez que se tornou o tango mais difundido pelo mundo e em 1998 virou o hino popular e cultural do Uruguai. O interessante é que é um dos tangos mais escutados na Argentina!

Torre Ejecutiva onde é a sede da presidência em Montevideo

Torre Ejecutiva

Teatro Solis em Montevideo

em frente ao Teatro Solis

Palacio Estevez onde fica o Museo de la Casa de Gobierno de Montevideo

Palacio estevez

Prédios do centro antigo de Montevideo, rua de pedestres peatonal sarandí

Peatonal sarandí

Minha ideia era assistir algum concerto no Teatro Solís mas infelizmente não consegui. Inaugurado em 1856, a primeira ópera executada lá foi a de Ernani de Verdi. O nome do teatro faz alusão ao navegante espanhol Juan Díaz de Solís, que foi comandante da primeira expedição européia a entrar no Río de la Plata.

Pablo Ferrando em Montevideo

O edifício Pablo Ferrando

Sua arquitetura é basicamente inspirada em arquiteturas italianas onde a fachada principal se assemelha à do Teatro Carlo Felice, em Génova, sua forma ligeiramente elíptica inspirada na do Teatro alla Scala, de Milano e seu interior é inspirado no Teatro Metastasio de Prato, na Toscana.

Seguindo pela Peatonal Sarandí que é uma espécie de ruas somente para pedestres da cidade velha e um dos mais frequentados. De lá segui para a rambla.

Na peatonal existem várias construções interessantes como o edifício Pablo Ferrando, o Cabildo, a Catedral Metropolitana e etc. O prédio Pablo Ferrando é em estilo art noveau e se destaca, sendo muito fotografado na cidade. É de uma empresa chamada Pablo Ferrando de 1917.

Continuando pela peatonal, cheguei na praça da Matriz, a mais antiga da cidade e dizem que após a independência, era onde se concentrava a vida nacional.

Lá perto há uma espécie de padaria que é uma rede chamada La Passiva e comi o lanche que eles dizem que é destaque regional, chamado chivito. Os locais vão muito a este lugar para comer tanto o chivito quanto cachorro quente. Dizem que é uma marca da culinária uruguaia com filé de carne, mas não achei algo fora do comum.

Plaza Constituicion (Plaza Matriz) Montevideo

Plaza Constituicion

Plaza Matriz, Plaza Constituicion de Montevideo

Plaza Matriz

Padaria La Pasiva na Ciudad Vieja de Montevideo

La Passiva

Continuando a minha caminhada pelo centro velho rumo ao Mercado del Puerto, me deu um certo estranhamento porque os edifícios são muito mal conservados, alguns abandonados com janelas quebradas, muita pixação, paredes mal pintadas e etc.

Chegando perto do Rio de la Plata, na rambla vi que existe o Museo del Carnaval e o Mercado del Puerto um do lado do outro. Lá perto do porto a água é muito, mas muito poluída, com vários peixes mortos boiando na água ou na areia, além de a água ser muito escura. Havia pessoas pescando e pessoas dentro da água o que me assustou e muito! Havia muitos mendigos nas praias do centro e muitos prédios com ocupação de sem tetos. Esta parte desmistificou o que eu tinha de ideia positiva sobre Montevideo.

Apesar disso, havia também muitas pessoas passeando na rambla, pessoas com cachorros, alguns tomando um mate e etc. Passear neste espaço eu não achei algo horrível não, só achei perturbador as pessoas nas águas e pescando também.

Pessoas na praia do centro em Montevideo

Pessoas na praia do centro em Montevideo

Prédio abandonado no centro de Montevideo

Prédio abandonado

Carro antigo de Montevideo

Carro antigo

Pessoas pescando na Rambla em Montevideo

Pessoas pescando na rambla

Rambla em Montevideo

Pessoas descansando e tomando um mate

Rambla, centro de Montevideo

Detalhes da rambla

Cheguei no prédio onde está o Museu del Carnaval que é um prédio bem legal porque estava  tendo um evento sobre o carnaval, explicações a respeito, várias fantasias e etc. Aquela ideia de que carnaval só existe no Brasil fica para trás quando visitamos este lugar, lógico que carnaval existe praticamente em boa parte do mundo, mas as variedades são muito interessantes apesar de que o carnaval do Uruguai não ser tão absurdamente diferente para nós brasileiros porque há alguns aspectos que coincidem.

Construído em novembro de 2006, tem uma parte dedicada aos vários tipos de ritmos de carnaval sendo eles: o candombe, carnaval uruguaiano e murga. Cada um com seu som específico além de trajes específicos também.

Museo del Carnaval em Montevideo

Museo del Carnaval

Museo del Carnaval em Montevideo

Detalhes do museu del carnaval

O Mercado del Puerto en Montevideo é muito famoso e foi construído em 1865 por um grupo de empresários que visualizaram um possível potencial comercial devido à proximidade do porto. Bem como qualquer porto, sempre há um mercado muito parecido tanto para abastecer os navios quanto para abastecer a população. Como queriam algo mais refinado, seguiram ao estilo inglês da época com estruturas de metal.

Lá dentro tem muitos restaurantes que parecem ok mas eu não gostei muito do local. Não por conta das opções que existem lá dentro, mas como a construção do mercado é meio bizarra, digamos assim, o verão deixa o local muito quente e, por causa da estrutura metálica, a condução de calor é inevitável, deixando o local muito quente e inconveniente. Vários restaurantes possuem ventiladores para amenizar o calor, mas ainda assim, não ficam confortáveis. No mercado ainda há a possibilidade de se comprar lembrancinhas mas não comprei nada.

Mercado del Puerto em Montevideo
Mercado del Puerto em Montevideo
churrasco do Mercado del Puerto em Montevideo

Montevideo é muito conhecida como sendo um polo de mercado de artes na América do Sul e eu queria visitar ao menos de 2 a 3 galerias de arte, porém, como era feriado, muitas delas estavam fechadas.

Fui na Galería Acatras del Mercado que fica ao lado do Mercado e possui dois andares. O andar de baixo é mais voltado a lembrancinhas e artesanato para turistas que querem artigos mais baratos. Já no andar de cima há itens mais caros como quadros e esculturas. É possível encontrar obras de alguns artistas uruguaios um pouco mais conhecidos.

Depois fui em direção à Juan Palleiro Galeria de Arte e no caminho vi um casal dançando tango, o que é comum de se ver. Voltando à galeria, vi mais obras de arte de artistas famosos do Uruguai. Tinha uns quadros de um artista que eu amei e o que já valeria voltar à cidade para comprar algo dele.

 

 Galería Acatras del Mercado em Montevideo

Galería Acatras del Mercado

Juan Palleiro Galeria de Arte em Montevideo

Juan Palleiro Galeria de Arte

Juan Palleiro Galeria de Arte em Montevideo

Juan Palleiro Galeria de Arte

Legumes e Produtos a venda em Motevideo

Legumes e Produtos a venda

Tango na rua de Montevideo

Casal dançando tango na rua

Em ruas próximas ao Mercado del Puerto em Montevideo

Em ruas próximas ao Mercado del Puerto

Detalhes de Montevideo

"Fonte dos cadeados"

Depois fui voltando em direção ao hotel e vi algumas coffeeshops que vendem maconha mas não entrei nelas.

Entrei em uma loja de artesanato e encontrei um tipo de feira de artesanato e que até tinha uns artistas pintando no local. Comprei um trabalho de um artista que havia me dito que o quadro estava inacabado, mas eu gostei dele do jeito que estava.

Almocei no Bar Tasende que não foi algo surpreendente, foi completamente normal e nem tenho fotos. No fundo eu não gostei do lugar. Depois fui em direção a Pocitos e vi uma "fonte dos cadeados" que é dedicado ao amor e é aquela velha história espalhada em pontes pela Europa, onde um casal apaixonado prende um cadeado com as iniciais dos seus nomes. No fundo deve ser um chamariz para o restaurante que instalou a tal fonte na frente do estabelecimento.

Shopping Presídio em Montevideo

O Shopping presídio

Chegando em Pocitos pela rambla, avisto um parque de diversões bem pequenininho. Quando cheguei perto para ver a água e ver também se tinha uma praia propriamente dita, reparei novamente muitas pessoas pescando e muitos mendigos. Praia não há, é um chão de concreto e com muita sujeira, tanto quanto lá no centro.

Nas ramblas há um memorial do Holocausto que fica de frente ao mar e foi lá que eu comi o tal chivito. Como já disse anteriormente, é um sanduíche tipo rosbife com maionese, batata frita, queijo, salada russa (aquela com maionese) e quem inventou a iguaria foi um tal de Antonio Carbonaro. E como eu disse, não achei nada de especial o lanche, mas eles falam que é algo muito uruguaio.

A bebida que tomei é chamada de média y média que é uma mistura de vinho branco com espumante.

De lá me afastei do mar e fui em direção a um shopping que já foi um presídio, chamado Punta Carreras. Por fora ele ainda parece um presídio e por dentro também mantém algumas características.

No caminho disso tudo acabei conhecendo um pessoal que me rendeu boas conversas e vimos um por do sol lindo! Mais à noite saímos para jantar em um restaurante chamado La Perdiz que é muito bom. Aliás, na região deste restaurante há vários outros muito bons. Inclusive o hotel que eu queria ter estado, o Sheraton, fica na mesma região que, caso eu volte para Montevideo, será o hotel que quero me hospedar por causa da região que eu gostaria de explorar um pouco mais.

Pesca em MOntevideo

Pesca duvidosa

Rambla um pouco antes da Playa Ramirez em Montevideo

Pocitos

Rambla em Montevideo

Rambla

Outro dia fui na Bodega Bouza de taxi, porque era perto. Liguei para a vinícola e eles encaminharam o taxi para me buscar. A vinícola é pequena, passeei tranquilamente e vi o museu de motos dos donos, que as colecionam. Há um restaurante magnífico onde fiz a degustação.

Bodega Bouza em Montevideo

Bodega Bouza

Bodega Bouza em Montevideo
Bodega Bouza em Montevideo
Restaurante da Bodega Bouza em Montevideo
Restaurante da Bodega Bouza em Montevideo
Restaurante da Bodega Bouza em Montevideo
Bodega Bouza em Montevideo
Bodega Bouza em Montevideo
Bodega Bouza em Montevideo


Clique na imagem abaixo para abrir o mapa dos locais indicados neste site:

 

Mais lugares para conhecer:

  • Catedral Metropolitana de Montevidéu: não deixe de visitar porque parece ser linda por dentro
  • Feira de Tristán Narvaja: tradicional feira de rua que ocorre todos os domingos
  • Museu Juan Manuel Blanes: especializado em História da Arte Nacional
  • Jardín Botánico de Montevideo
  • Museu de Historia del Arte: tem até múmia egípcia
  • Museu de Arte Pré-colombiana e Indígena: possui um valioso acervo arqueológico e etnográfico dos povos originários da América.
  • Jardim Japonês

Hospedagem:

Hotel Lafayette ⭐⭐⭐⭐ Fiquei hospedada neste hotel porque não havia vagas em vários outros devido ao carnaval. Ele fica no centro, perto de várias atrações que se deseja conhecer. Fica na Soriano, 1170, Centro de Montevideo.

Sheraton Montevideo ⭐⭐⭐⭐⭐ Fica em um bairro um pouco mais sofisticado e perto de bons restaurantes. Com padrão da rede, provavelmente uma ótima estada. Fica na Calle Victor Solino 349, Punta Carretas, 11300.

ATENÇÃO: Algumas informações descritas no blog podem mudar, como por exemplo, preços, horários de funcionamento e até mesmo endereços. Consulte sempre antes de ir! Não possuímos vínculos com as empresas, serviços e profissionais mencionados neste blog ?


 

Organize sua viagem a Montevideo com os serviços a seguir ->

Icons made by: Flat IconsFreepikIcon Pondmonkik, mynamepongNikita GolubevPixel BuddhaPixel perfectProsymbolsRoundiconsSmashiconssripTwitterVectors Market from Flaticon is licensed by CC 3.0 BY

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por