EnglishPortugueseSpanish
SÃO PAULO: REGIÃO DA PAULISTA
Postado por Estela T em agosto 3, 2017 Editado em setembro 16, 2019

 

Dicas de viagem para SÃO PAULO: Paulista. Com sugestões de passeios e etc. Leia as nossas dicas e se programe para desvendar este canto tão importante da cidade!

Abri uma página apenas para a região da Paulista porque, segundo o mapa do município de São Paulo, a Paulista fica na divisa do Centro e da zona Oeste. Outro fator que contribuiu para esta segregação é que, esta região tem muita coisa (e que aos poucos vou adicionando aqui) e é muito conhecida pelos turistas. Então, achei melhor deixar separada para facilitar a leitura.

Então espero que eu possa contribuir com você a descobrir ou até mesmo redescobrir a São Paulo!

Proximidades da estação do Brigadeiro

 

Japan House

Eu sentia um pouco falta de opções artísticas na região da Avenida Paulista. Ok.... temos muitos cinemas  e teatros, mas felizmente em 2017 teremos várias inaugurações como o Instituto Moreira Salles e a mais nova inaugurada casa dedicada a arte, cultura e etc: a Japan House.

Inaugurada em Maio de 2017, trouxe a exposição BAMBU (que ficou até o começo de Julho em cartaz) que causou o maior furor! Todos os dias lotado de visitantes, eu mesma só fui quase no fim!

A Japan House tem como missão ser um ponto de difusão de todos os elementos da cultura japonesa para a comunidade internacional e além de São Paulo, possui prédios com este fim em Londres e Los Angeles. Concebida pelo governo Japonês, tem como objetivo oferecer lazer e um intercâmbio intelectual entre o Japão e o resto do mundo.

Além de exposições de arte, você ainda encontra shows, workshops, tecnologia, artes tradicionais, experiências gastronômicas, encontros de negócios, estudos acadêmicos, seminários temáticos, informações turísticas, café, biblioteca e etc. Para saber a programação da casa, basta ficar atento na fan page do Facebook da Japan House para ficar por dentro da programação! Mas de toda forma, o Itinerário de Viagem vai tentar ao máximo ir a todos os grandes eventos e atualizar por aqui e na nossa fan page!

Em um dos espaços expositivos feito de bambu estava passando fragmentos do longa metragem de desenho animado "A Kaguya". Você tem que entrar descalço no interior da estrutura e quero registrar que a sensação de pisar em bambus é energizante, me emocionei só com isso! Eu nunca havia pisado com os pés descalços no bambu! Tô achando que é uma memória afetiva ancestral minha que me tocou! rsrsrsrs... Depois você deita no tatame e assiste à projeção.

 

 

 

Japan House, Sao Paulo, Brasil

Fachada da Japan House na Avenida Paulista, São Paulo

Japan House, Sao Paulo, Brasil

Várias peças de bambu e outros elementos expostos

Japan House, Sao Paulo, Brasil

Deitada no tatame assistindo a "A Kaguya" do Studio Ghibli

Japan House, Sao Paulo, Brasil

Vista para a biblioteca

Japan House, Sao Paulo, Brasil

Detalhe da parede de papel do artesão Yasuo Kobayashi

A obra Conexão 2017 de Chikuunsai IV Tanabe

A obra Conexão 2017 de Chikuunsai IV Tanabe

 

 

SESC Avenida Paulista

 

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida PaulistaO SESC Avenida Paulista ficou tantos anos em reforma que me dá a sensação de que está em reforma desde que nasci! Obviamente exagerei um pouco, mas este SESC, há muito tempo atrás, nunca havia me despertado interesse, talvez porque eu sempre achei que lá funcionava o QG de todas as filiais, talvez porque ele não chamava a atenção, talvez porque eu simplesmente não tinha tempo.

Quando ele fechou para reforma, comecei a ficar curiosa. E quanto mais tempo demorava para reinaugurar, mais eu ficava intrigada e curiosa. Seria esta a estratégia de marketing deles? Bom, acho que eu não sou parâmetro estatístico para tudo isso não rsrsrsrs, mas o fato é que ele ficou em reforma por 7 anos (quase 8) e de uns 2 anos para cá, a fachada recebeu uma roupa totalmente nova e bem mais contemporânea, realizada pelo escritório Königsberger Vannucchi. Só isso já valeria a visita ao novo SESC.

São 17 andares, porém, alguns administrativos e fechados ao público. Há um andar com biblioteca (ainda não fui mas sei que são 5.4400 livros com temas variados, porém predominantemente sobre temas que engloba as atividades do SESC como arte, corpo e tecnologia), uns 3 andares dedicados a dança, um andar de odontologia, uns 3 andares dedicados a artes gráficas (provavelmente somente para exposições temporárias) e alguns outros andares dedicados a esportes e outras coisas que ainda não tomei conhecimento. O prédio possui 6 elevadores com sistema inteligente, onde você digita o andar que quer ir e o monitor mostra qual dos 6 elevadores estará disponível para você chegar até lá, porém, saiba que a maioria dos usuários do SESC não entendem o funcionamento do sistema, fazendo com que seja muito, mas muito demorado o processo. Eu prefiro subir até o andar mais alto que quero ir e depois vou descendo até o térreo de escada... A última vez que estive no SESC Paulista, percebi que eu não era a única a usar esta estratégia!

Outra coisa que chama a atenção das pessoas é o mirante que dá para ter uma boa vista da Avenida Paulista. Dá um pouco de vertigem subir até lá. Já fui à noite e de dia e quando fui à noite, havia uma fila média.

A chamada "Comedoria" do SESC está presente nesta unidade e ela já é famosa em todos os outros SESCs. Trata-se do restaurante com preço acessível. Porém na filial da Avenida Paulista, por enquanto funciona apenas uma espécie de lanchonete, com opções de lanches, sopas quentes e umas comidinhas mais cara de café da manhã. Há uma cafeteria também. Eu estava crente que a "Comedoria" de lá era a mesma das outras unidades e acabei desistindo de almoçar um lanche por lá (eu queria comida).

Na inauguração do SESC a exposição de artes visuais trouxe o artista Bill Viola com seus vídeos-artes e eu gostei muito!

Informações:
Horário de funcionamento: Terça a Sábado 10h-22h, Domingo 10h-19h. Fechado às segundas-feiras.
Entrada Gratuita (exceto em alguns outros eventos como shows e teatro. Para fazer os cursos e aulas, se informar com eles)
EndereçoAvenida Paulista, 119

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida Paulista

O mirante do SESC Paulista

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida Paulista

A Avenida Paulista

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida Paulista

O lado oposto

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida Paulista

A "Comedoria" de lanches

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida Paulista, Bill Viola, arte contemporanea, contemporary art

Um dos vídeos de Bill Viola

Dicas de São Paulo, São Paulo, Brasil, América do Sul, Viagem, SESC Avenida Paulista, SESC Paulista, Avenida Paulista, Bill Viola, arte contemporanea, contemporary art, brazil

Este é um outro trabalho impressionante de Bill Viola

 

Dicas de Viagem para a região da Paulista em São Paulo

Instituto Itaú Cultural

Fachada do Itaú Cultural

O Instituto Itaú Cultural é voltado para a pesquisa e a produção de conteúdo artístico e cultural, além de realizar o mapeamento, o incentivo e a difusão de manifestações artístico-intelectuais. Ou seja, é uma empresa que ajuda a movimentar a cena artística não só dentro desta sede, mas em lugares como o Auditório do Ibirapuera, por exemplo.

Além de espaços expositivos, o prédio possui uma biblioteca e vira e mexe há várias palestras e apresentações de teatro e dança. Vale a pena ficar de olho porque tudo é sempre gratuito! Para conseguir garantir o seu ingresso, geralmente os mesmos são distribuídos entre 1 ou 2 horas antes do espetáculo começar... Como geralmente atrai muita gente, isso demanda um pouco mais de tempo. Felizmente hoje, se você tiver este tempo disponível (normalmente os espetáculos são durante a semana e não aos finais de semana) você pode dar um pulinho lá na Japan House, mas lógico, só naquele tempinho entre conseguir o ingresso e o início do espetáculo 😉

Eu mesma já tive a intenção de ir por diversas vezes a uma peça de teatro neste lugar. Mas nunca tive este tempo. Assim que eu for, conto como foi!

Preciso destacar o Espaço Olavo Setubal que é um espaço expositivo permanente com a coleção de arte de Olavo Setubal. Trata-se da oitava maior coleção corporativa do mundo e a primeira da América do Sul, segundo o próprio site do Instituto Itaú Cultural.

O prédio possui dois andares com estas obras, compondo as coleções "Brasiliana" e "Numismática". O acervo começou a ser criado na década de 1960, quando Olavo Egydio Setubal adquiriu a obra "Povoado numa Planície Arborizada", do pintor holandês Frans Post. E depois, acho eu, tomou gosto pela coisa e foi adquirindo mais itens relacionados.

No total são 15 mil itens sendo: pinturas, gravuras, esculturas, fotografias, filmes, vídeos, instalações, edições raras de obras literárias, moedas, medalhas e outras peças.

Sempre que vou lá fico fascinada porque o acervo é realmente rico! Você observa vários desenhos realizados na época em que o Brasil foi descoberto e como os desenhos possuíam a sua interpretação nos moldes do século XVI. É bem interessante notar o pudor em retratar indígenas nús em uma determinada época e nota-se como era urgente registrar em imagens (como não existia a câmera fotográfica ainda... era tudo desenhado) daquilo que se via em relação a vegetação e animais.

Os desenhos são primorosos e a expografia é lindíssima, luz correta, espaços bem pensados, enfim... Amo!

A primeira vez que visitei o instituto havia uma exposição rolando mas não lembro qual era o tema. Nesta segunda vez estava rolando a exposição "Consciência Cibernética" e ocupou 3 andares com 10 trabalhos grandes de artistas brasileiros e estrangeiros, todos utilizando a tecnologia na arte. A proposta era trazer um olhar artístico sobre a evolução das máquinas e questionar se as máquinas terão capacidade de ultrapassar funções antes executadas apenas pelo cérebro humano. Muitas obras interativas que eu adoro! Fiquei surpresa com muita coisa que eu vi!

Itaú Cultural, São Paulo, Brasil
Itaú Cultural, São Paulo, Brasil

Com dez trabalhos de artistas brasileiros e estrangeiros que usam a tecnologia na arte, a exposição propõe um olhar artístico sobre a evolução das máquinas e questiona se elas terão capacidade de ultrapassar funções antes executadas apenas pelo cérebro humano.

Consciência Cibernética, Itaú Cultural, São Paulo, Brasil
Consciência Cibernética, Itaú Cultural, São Paulo, Brasil

 

Dicas de Viagem para a região da Paulista em São Paulo

Proximidades da Estação Trianon-MASP

Centro Cultural FIESP

Localizado no térreo do prédio da FIESP, outro prédio que marca bem a cara de São Paulo, eu não sei ao certo quando começou a funcionar. Mas pelo o que eu entendi, existem mais outras "alas" administradas pelo SESI como um teatro. Mas sei que ultimamente vem levando muitos visitantes por conta do conteúdo de exposições, mais precisamente na "ala" FIESP.  Há ainda uma Galeria de Arte, Galeria de Fotos e um cinema.

Já perdi várias exposições lá por falta de tempo, porém, a mais recente foi um conglomerado de informações em forma de exposição e homenagem a Raffaello Sanzio, ou como conhecemos, Rafael. Esta eu não poderia perder e finalmente conheci o espaço.

Talvez por noma da instituição que emprestou o material, o local estava com o ar condicionado abaixo de zero. Em um dia estupidamente quente, passei mal de frio lá dentro e não consegui ver a exposição inteira porque estava quase morrendo de hipotermia (eu amo frio).

Os espaços são bons e tinha muito material lá. Reuniram cerca de 3 obras que, segundo a equipe, eram verdadeiras feitas pelo artista. Havia várias outras obras de alunos também e muito material dando suporte para conhecermos ainda mais sobre o grande mestre!

Vale a pena ficar de olho e se programar. Dependendo da exposição, leva-se de 1 a 2 horas de visita (se o ar condicionado ajudar, mas leve um casaco por precaução)

Informações:
Horário de funcionamento: Terça a Sábado das 10h-22h e Domingo das 10h-20h
Gratuito
Endereço:
Avenida Paulista, 1313

Exposição sobre Raffaello Sanzio em exposição no Centro Cultural FIESP Avenida Paulista em São Paulo

Expografia da FIESP

Pintura de Raffaello Sanzio em exposição no Centro Cultural FIESP Avenida Paulista em São Paulo

Uma das pinturas de Raffaello e parece que é verdadeira

Prédio da FIESP na Avenida Paulista em São Paulo

O prédio da FIESP

Dicas de Viagem para a região da Paulista em São Paulo

MASP - Museu de Arte de São Paulo

MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum

A Fachada do MASP

Acho que o MASP é um dos prédios símbolos da cidade porque não tem jeito.... ele é lindo. O nome oficial do museu é Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand. Apesar de ser pequeno, é um dos museus mais importantes do Brasil.

O prédio é uma história à parte... Concluído em 196, o projeto foi da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, no estilo brutalista brasileiro. O prédio possui uma forma inusitada para a época, mas a arquiteta seguiu a exigência do plano diretor da cidade em deixar a vista para o vale em direção ao centro da cidade, desobstruído de paredes. A solução genial que Lina Bo Bardi deu foi o gigante vão livre.

Hoje podemos observar que o "vale" não foi lá preservado e muitos arranha-céus foram jogados lá naquela parte de trás. De toda forma, o vão livre ainda nos oferece uma vista legal.

A instituição MASP foi fundada em 1947 pelo paraibano Assis Chateaubriand e hoje abrange uma coleção de arte ocidental notável, com obras de relevância mundial. A predominância fica nas obras francesas e italianas, além de uma boa seção de arte brasileira.

Como o museu é pequeno, a visita não é demorada. Acho que você pode levar de 2 a 3 horas para apreciá-lo com muita calma. Infelizmente a arte contemporânea é praticamente nula.

O museu possui uma das maiores bibliotecas especializadas em arte do país.

 

MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum
MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum
MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum
MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum

Agora dá até pra ver os detalhes do verso das obras!

O museu possui 3 andares. No último andar você pode apreciar as obras do acervo permanente. No primeiro e no subsolo, geralmente tem uma exposição temporária. Desta vez que visitamos, não havia nada no primeiro andar (somente no subsolo e o acervo permanente), então a visita foi bem rápida.

Para quem não sabe, recentemente (final de 2016) a expografia do museu mudou (ou voltou a ser como era antes). Quando foi inaugurado o museu, a arquiteta também havia implementado uma expografia muito moderna, porém, não sei por que, em 1996 o museu mudou seu conceito, guardou os cavaletes que sustentavam as obras de arte e adicionou paredes bem "coxinhas" para ficar bem "coxinha" como qualquer outro museu "boring". E era justamente este museu convencional que eu conhecia.

MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum
MASP, Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil, Brazil, América do Sul, South AMerica, art, museum

Os cavaletes de Lina Bo Bardi sustentam as obras de uma forma tão digna e moderna que me surpreendi muito positivamente quando vi! Espero que nunca mais mudem isso!

Além disso, a iluminação melhorou muito! Antes nem dava para ver algumas obras direito, porque a luz explodia no verniz das telas... Digamos que o MASP é um novo museu pra mim.

Saiba que nos domingos, no vão livre do MASP ocorre uma feira de antiguidades bem interessante! Vale a pena passear ao menos uma vez para checar o que se vendem por lá!

Informações:
Horário de funcionamento: Terça a domingo das 10h-18h e quinta-feira das 10h-20h. Fecha dias 24 e 25 de Dezembro e dia 01 de Janeiro. Em janeiro o museu fica aberto às segundas-feiras (informação para 2017)
Entrada: R$30 R$40 (valor atualizado em Setembro/2019 - muito caro pelo o que oferece!)
Gratuidade às terças-feiras mas fica insuportavelmente cheio
Endereço: Avenida Paulista, 1578 (metrô mais próximo: Trianon)

Proximidades da Estação Consolação / Paulista

Meu poke do Hi Pokee

Meu poke do Hi Pokee

Hi Pokee

Na Rua Augusta, sentido Jardins, há uma mini viela com dois restaurantes e uma loja de tortas doces. Um dos restaurantes é o Hi Pokee que é um lugar que estava há tempos querendo conhecer. A casa é especializada em pokes e, apesar de não ser mais uma novidade na cidade, me surpreendeu em tudo!

A fila de espera em um almoço de sábado estava em 40 minutos e, portanto, decidimos esperar bebendo um suco, uma cerveja e depois pedimos um snack que faz parte do menu de entradas. O local possui espaço pequeno para espera, mas você cadastra seu celular para eles te chamarem quando a mesa estiver livre.

Sobre o snack: pedimos um espetinho de barriga de porco com polvo + molho chimichurri que estava a coisa mais MA RA VI LHO SA da vida! Bem salgado, mas muito delicioso (eu curto sal). Depois desta introdução, obviamente a expectativa foi lá pro alto! Não via a hora de comer finalmente o poke.

Nos sentamos e fomos mais uma vez muito bem atendidos (sério... atendimento muito surpreendente de todo o staff) e tomamos conhecimento de que poderíamos ou montar os nossos pokes ou escolher alguns já montados. Decidi montar o meu com avocado, pururuca, cebola roxa, ovo, wakame (algas verdes frescas), manga, salmão, atum, cebolinha, arroz tradicional japonês e sei lá mais o quê, mas estava DI VI NO! Quando o bowl veio achei grande, mas depois que ele terminou, por ser muito gostoso, achei pequeno rsrsrs.

Banoffee da Nanica

Banoffee da Nanica

O preço é muito justo pela qualidade e quantidade e na saída acabamos sendo fisgados pela sobremesa.

Nanica

O Nanica fica na frente da porta do Hi Pokee e aparentemente vende tortas de banana, as clássicas Banoffee. Mas também há outros tipos, como o de Nutella, mas como Nutella é puro açúcar e óleo de palma, fomos de banoffee que estava uma delícia também!

Endereço: Rua Augusta, 2052
Horário de funcionamento: de segunda a sábado das 11h30–15h45 e depois das  18h45–22h30. Fechado aos domingos

Fotos e textos de autoria de Itinerário de Viagem, favor respeitar! Compilação de dicas de viagem na região da avenida Paulista em são paulo

Galeria Vermelho

No final da Avenida Paulista, que fica pra lá da Rua da Consolação (sim... ainda tem um pouquinho mais da Avenida Paulista pra lá), tem uma das melhores galerias de arte contemporânea de São Paulo, a Galeria Vermelho. Com quase 40 artistas representados, sempre haverá uma ótima exposição para apreciar. E quem sabe, comprar uma obra de arte contemporânea. Fique atento na programação e se puder e ter a sorte de ver a exposição de artistas como André Komatsu, Cinthia Marcelle e Marcelo Moscheta, será uma grande sorte!

Ah, a galeria fica no mesmo terreno que o restaurante do chef-star Henrique Fogaça, o SAL. Em uma das visitas à galeria acabei encontrando o chef que é meeeeega simpático e muito, mas muito fofo!

Informações:
Endereço: R. Minas Gerais, 350
Horário de funcionamento: Terça a Sexta das 10-19h e Sábados das 11h-17h

 

Galeria Vermelho, São Paulo, Brasil

Fachada da Galeria Vermelho

Fotos e textos de autoria de Itinerário de Viagem, favor respeitar! Compilação de dicas de viagem na região da avenida Paulista em são paulo

Cerqueira César + Jardim América

Estes dois bairros próximos à avenida Paulista e que ficam entre as estações Consolação e Brigadeiro e chegam até a avenida Brigadeiro Faria Lima são bairros muito referenciados em relação a lojas requintadas, restaurantes idem e galerias de arte.

Aos poucos vou adicionando mais sobre os comércios nestas localidades, mas por enquanto vou postar aqui algumas das mais notáveis galerias de arte da região:

 

Mendes Wood DM

É uma galeria notável, visto que possui até filiais em cidades como Bruxelas e  Nova Iorque. Representa artistas brasileiros e internacionais e sempre com artes bem conceituais. Vale a pena a visita e sempre há alguma transmissão de video arte no fundo da galeria.

Aberto de Segunda a Sábado das 08-19h. Endereço: R. da Consolação, 3368

Mendes Wood DM, Galeria Mendes Wood, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Mendes Wood DM, Galeria Mendes Wood, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Mendes Wood DM, Galeria Mendes Wood, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art

Fotos e textos de autoria de Itinerário de Viagem, favor respeitar! Compilação de dicas de viagem na região da avenida Paulista em são paulo

Baró Galeria

Assumindo o seu segundo endereço como o endereço único e principal (antes eles possuíam um galpão enorme no bairro da Barra Funda), possui uma notável lista de artistas que representa e inclusive Tulio Pinto, um dos que admiro muito!

Além disso tudo, o staff da galeria é sempre muito prestativo e sempre disposto a compartilhar informações sobre as obras, um profissionalismo de tirar o chapéu!

Do lado de fora da galeria, um container chama a atenção e é destinado a exposições temporárias de artistas não representados pela galeria. Vale muito a pena ir para este outro universo que, aliás, quando saímos da galeria pela porta dos fundos, o estacionamento que está lá atrás parece totalmente fora de contexto, parece até cena de filme experimental! Você sai de um ambiente aconchegante, de luz controlada e requintado para algo mais bruto com o sol a pino explodindo o branco da tinta látex das paredes. E aí você encontra o tal container! Surpreendente!

Aberto nas segundas das 14-19h e de terça a sábado das 10-19h. Fechado aos domingos. Endereço: Rua da Consolação, 3417

Galeria Baró, Baró, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art

Fachada da Galeria Baró

Galeria Baró, Baró, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Galeria BAró, Baró, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art

O container da Baró

Fotos e textos de autoria de Itinerário de Viagem, favor respeitar! Compilação de dicas de viagem na região da avenida Paulista em são paulo

Galeria Marcelo Guarnieri

Esta é aquele tipo de galeria de arte contemporânea que dá gosto de visitar e dá até um alívio, porque você sabe que vai ter coisa boa exposta por lá!

Com duas filiais, sendo outra uma maior em Ribeirão Preto, a Galeria Marcelo Guarnieri é uma das mais fortes do Brasil, sendo que representa muitos artistas peso pesados. Com obras de Siron Franco na Bienal de Arte de São Paulo de 2018, a galeria também traz obras do mesmo artista, sendo representado pela mesma! Tivemos a oportunidade de trocarmos uma ideia com o próprio Marcelo Guarnieri que foi muito prestativo e atencioso! Um verdadeiro cavalheiro e ser humano transparente e acessível!

Aberto nas segundas das 14-19h e de terça a sábado das 10-19h. Fechado aos domingos. Endereço: Rua da Consolação, 3417

Marcelo Guarnieri, Galeria Marcelo Guarnieri, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Marcelo Guarnieri, Galeria Marcelo Guarnieri, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Marcelo Guarnieri, Galeria Marcelo Guarnieri, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Fotos e textos de autoria de Itinerário de Viagem, favor respeitar! Compilação de dicas de viagem na região da avenida Paulista em são paulo

Zipper Galeria

A Zipper é uma das galerias que mais fomos a aberturas de exposições, isso porque calha de sempre sermos fisgados pelas chamadas de artistas que admiramos e que são representados por esta galeria como Adriana Duque e Delson Uchôa. Dêem uma atenção no Bruno Novelli... muito interessante o trabalho dele!

Aberto de Segunda a sexta das 10-19h e sábados das 11h-17h. Fechado nos domingos. Endereço: R. Estados Unidos, 1494

Zipper, Galeria Zipper, Zipper Galeria, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Zipper, Galeria Zipper, Zipper Galeria, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Zipper, Galeria Zipper, Zipper Galeria, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Fotos e textos de autoria de Itinerário de Viagem, favor respeitar! Compilação de dicas de viagem na região da avenida Paulista em são paulo

Casa Triângulo

A Casa Triângulo é uma galeria também peso pesado e possui um espaço que permite exposições surpreendentes! Artistas como Albano, Ascânio e Sandra Cinto estão lá e suas exposições são sempre espetáculos.

Também já presenciamos algumas ótimas aberturas e em uma delas, da minha preferida artista, a Sandra Cinto, até ganhamos uma pequena lembrança dela, feito por ela mesmo. Fiquei mega emocionada!

Aberto de Segunda a Sábado das 10-19h e fechado nos domingos. Endereço: R. Estados Unidos, 1324

Casa Triângulo, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Casa Triângulo, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art
Casa Triângulo, arte contemporânea, São Paulo, Brasil, Brazil, contemporary art

Horário de funcionamento

São Paulo é conhecida como "a cidade que nunca dorme" mas ela dorme sim! Para quem está interessado em compras, atente-se aos horários do comércio da capital paulistana:

  • Lojas de rua geralmente abrem às 09h e fecham entre 18h ou 19h (depende muito do bairro). Alguns mercados de bairro ficam abertos até 20h e 21h. Aos sábados estes estabelecimentos abrem das 09h até 12h ou 13h e domingos e feriados fecham, exceto os mercados de bairro
  • Mercados maiores e shoppings centers funcionam das 10h até 22h de segunda a sábado e domingos e feriados das 10h até 20h, exceto os mercados maiores que ficam abertos até mais tarde.
  • Museus e instituições culturais geralmente não abrem de segunda-feira. Confirme sempre

No Brasil existem vários feriados e se você estiver por aqui quando um feriado cair numa terça -feira ou quinta-feira, saiba que poderá encontrar um trânsito caótico para todo canto (mais do que nos dias normais). Geralmente as pessoas "emendam" o feriado com o final de semana e vão para o interior ou litoral. A melhor coisa, nestas épocas, é aproveitar São Paulo com 1% menos gente (são 20 milhões de habitantes e geralmente 2 milhões fogem da cidade nos feriados prolongados)

Cinemas:

Existem alguns cineclubes muito bons para quem quer assistir a filmes caracterizados como "filme arte" e indicamos Reserva Cultural (Endereço: Av. Paulista, 900), Espaço Itaú de Cinema (Endereço: Rua Augusta, 1475), CineSesc (Endereço: R. Augusta, 2075) e Cine Belas Artes (Endereço: R. da Consolação, 2423)

ATENÇÃO: Algumas informações descritas no blog podem mudar, como por exemplo, preços, horários de funcionamento e até mesmo endereços. Consulte sempre antes de ir! Não possuímos vínculos com as empresas, serviços e profissionais mencionados neste blog ?


 

Organize sua viagem com os serviços a seguir ->

Icons made by: Flat IconsFreepikIcon Pondmonkik, mynamepongNikita GolubevPixel BuddhaPixel perfectProsymbolsRoundiconsSmashiconssripTwitterVectors Market from Flaticon is licensed by CC 3.0 BY

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por