EnglishPortugueseSpanish
GELIBOLU / ÇANAKKALE
Postado por Estela T em junho 2, 2012 Editado em Abril 21, 2017

Nesta página você encontra informações sobre GELIBOLU / ÇANAKKALE onde também passamos pelo sítio arqueológico de Tróia

 

Península de Galípoli

 

No nosso segundo dia na Türkije, saímos do hotel Barceló Saray (que é excelente) e conhecemos a guia turística e o motorista do ônibus. Um ônibus novo e aconchegante. Fizemos um pequeno tour por Istambul e fomos em direção oeste quase que contornando o Mar Mármara e a Trácia. Deu pra ver partes da muralha de Constantinopla que protegia a cidade.

Chegamos à Península de Galípoli (Gelibolu Yarιmadasι) na região chamada "Trácia e Mar de Mármara", perto do meio dia e almoçamos em Gelibolu. Esta cidade é pequenina e muito graciosa.

E foi lá que comecei a me preocupar com a comida. A guia falou para tomarmos cuidado com água, saladas e legumes. Comemos um peixe muito feinho e destroçado, era o dourado. Mas eu não estava com fome, mas sim com sede. Os sucos enlatados da Türkije são muito, muito artificiais.

Os chás que consumi foram Lipton e Nestea, são bonzinhos, porém meio aguados. O preço varia em toda a Türkije... Geralmente custam ₺4, mas paguei ₺9 no hotel Radisson Blue em Ankara. Mas isso foi exceção.

A baía da península d ende saem os ferries

A baía da península d ende saem os ferries

Uma família aguarda o embarque de barco local

Uma família aguarda o embarque de barco local

Depois, pegamos o ferryboat (junto com o ônibus) para atravessar a Península de Dardanelos e chegarmos a Çanakkale. Neste ferryboat havia uns vendedores de cópias de perfumes. Alguns são meio incômodos, insistem para que a gente prove e compre. Para quem tem curiosidade quanto ao preço do ferryboat, saiba que para cada carro o preço é cerca de ₺25 e há uma taxa da cidade de ₺4. Para pedestres custa ₺2,50 por pessoa.

Çanakkale ocupa o ponto mais reduzido do estreito de Dardanelos e significa “castelo de cerâmica”. Em 450 a.C. o rei Xerxes da Pérsia construiu uma ponte feita de barcos para desembarcar suas tropas na Trácia (por volta de 400 a.C.). Lá ocorreram as batalhas finais da Guerra do Peloponeso, nos preparativos para conquistar a Constantinopla em 1453.

Mehmet II, o Conquistador, construíu duas fortalezas para defender o estreito: Kilitbahir no lado europeu e Çimenlik no porto de Çanakkale. E também não há como não citar as batalhas decisivas da Primeira Guerra Mundial, com vitórias turcas.

Em uma parada técnica, compramos uma garrafa d'água e eu achei o gosto um pouco estranho, meio enjoativo. Mas na hora da sede, está valendo. O preço da água varia muito pra cada lugar: compramos desde ₺0,50 a ₺2,5. O gosto era estranho mas depois a gente acostuma. Só bebi água engarrafada e em nenhum momento passei mal.

O primeiro banheiro que paramos era a coisa mais fedida que já vi na vida. Aparentemente não estava sujo, mas o cheiro de xixi era atormentador. E tivemos que pagar pra usá-lo! Um absurdo! Custou ₺1 mas eu acho que eles é quem deveriam pagar pra gente usar. Porém, este foi o único banheiro de beira de estrada que pagamos e que era insuportavelmente fedido.

E partimos com o ônibus rumo a Çanakkale. De Istanbul a Çanakkale são aproximadamente 300km (com atalho do ferryboat). Muitas pessoas que já foram pra lá me falaram que a cidade não tem nada de mais e que só possui uma réplica do "Cavalo de Tróia". Bem, eu não tive esta impressão. Nos arredores de Tróia há as ruínas da cidadela. Elas são poucas, muita coisa foi destruída pelos constantes terremotos da região. Aliás, parece que há sempre 60% de chance de acontecer um terremoto, mas nada aconteceu enquanto estivemos por lá. Vale lembrar que é normal ocorrer alguns terremotos e a gente nem perceber.

 


 

 

ÇANAKKALE

Troya Tarihi Milli Parkι (Tróia)

 

Um cavalo alusivo

Um cavalo como alegoria

Conhecemos a história de como Tróia começou pequenina e acabou virando uma fortaleza. Ainda não se sabe se a cidade foi realmente lá, mas pensar na possibilidade de que eu estava pisando no local onde ocorreu a célebre Guerra de Troia, descrita na Ilíada de Homero é incrível.

Ela está situada no sítio arqueológico em Hisarlιk (significado de "Lugar da Fortaleza"), na Anatólia, próximo à costa em que está hoje a província turca de Çanakkale, a sudoeste do Monte Ida. Este sítio arqueológico faz parte da lista de Patrimonio Mundial da UNESCO.

Uma nova cidade foi fundada no sítio do reinado do imperador romano Augusto. Floresceu até o estabelecimento de Constantinopla e começou a declinar gradualmente durante os tempos bizantinos.

Em meados de 1870 o arqueólogo alemão Heinrich Schliemann escavou a área e desta forma, acabou encontrando várias cidades construídas em sucessão a outras. Este fato sustenta a tese de que este local é Tróia. Uma das cidades (Troia VII) é frequentemente identificada como a "Troia Homérica". Enquanto a veracidade da identidade é discutida, o sítio é também identificado como a cidade chamada Wilusa dos textos hititas.

Pra quem não sabe, Tróia era conhecida por seus ricos ganhos do comércio portuário, roupas pomposas, produção de ferro e maciças muralhas de defesa. 

A história de como foi formada Tróia é sem dúvida uma das mais emocionantes e eu, particularmente, adoro pesquisar sobre. Mas sobre Hisarlιk, já ouvi muitas pessoas voltarem de lá decepcionadas. Acho que tanto passado glorioso e pomposo acaba deixando as pessoas excitadas. Mas considerando que é um sítio arqueológico antiquíssimo e foi severamente saqueado por vários museus do mundo, a gente entende o estado que está. Ele é simples e com pequenas ruínas. eu não me desapontei, gostei de respirar aquela atmosfera!

Informações:
Horário de funcionamento: provavelmente aberto todos os dias, exceto feriados turcos e religiosos sendo de Abril a Outubro das 08-19h e entre Novembro e Março das 08h-16h30
Entrada: ₺20
Vale lembrar que o terreno é acidentado, podendo ser um passeio cansativo para pessoas com dificuldades de locomoção, mas acredito que não é impossível. A visitação pode durar cerca de 1 hora, dependendo do perfil do visitante.

troia-02
troia-03
troia-04
troia-08
troia-05

Há muitos turistas que visitam este sítio arqueológico

Detalhe de técnicas construtivas empregadas

Detalhe de técnicas construtivas empregadas

Podemos observar muitas paredes e passagens

Podemos observar muitas paredes e passagens

Um pequeno teatro

Um pequeno anfiteatro

 

 

Conhecendo Çanakkale

 

E chegamos no Hotel Akol. Minha nota só vale uma estrelinha apesar das 3 estrelas que o hotel alega ter. O hotel é escuro, com carpete mal cuidado e sujo, paredes com infiltração e quarto meio empoeirado. Porém, dou crédito no atendimento do rapaz, que deveria ser o gerente do hotel, que me deixou usar o computador pessoal dele para eu poder salvar as minhas fotos feitas até então.

Mas passear pela cidade é uma delícia e ter um contato com uma cidade com menos cara de metrópole, como Istanbul, é também um programa divertido.

A cidade é simples, com comércio forte. Comprei lã de cashmere de ovelha e cada novelo saiu por ₺7. Não comprei muitos novelos porque ocupam muito espaço na mala. Aliás, a lã foi percebida por mim apenas nesta cidade. Há várias lojas que comercializam lã e os preços são muito parecidos.

Entramos na loja "Mandira Süt Ürünl E Ri" (acho que é isso) na rua Hamdibey Sokak atraídas pelos queijos. Tudo era tão apetitoso, mas eu não queria comprar nada. Com a minha fome e minha expressão de fome, o dono da loja percebeu e me deu um pedaço de queijo e pão. A atitude dele foi a coisa mais fofa que vi na minha vida. Este senhor, com um largo sorriso no rosto e com um super esforço para se comunicar em inglês com a gente, me fez não resistir e acabei levando 3 caixinhas de elma çay (elma = maçã / çay = chá) e outra de chá preto normal somente e simplesmente pela cordialidade dele. Cada chá de maçã custou ₺3 e o chá preto foi ₺1,75. Muito barato.

Bem, o chá preto tem um gosto diferente do mate brasileiro. Sugiro fazer fraquinho e o elma çay é esquisito... é um chá solúvel com açúcar... bem esquisito pra falar a verdade. No começo eu acabei levando um susto, mas agora já estou acostumada com o sabor. Mas é bem diferente dos chás de maçã que eu bebi quando nos serviam nas lojas ou "paradas técnicas".

A coalhada e os queijos da Türkije são imperdíveis. Só de lembrar me dá água na boca!

Voltamos ao hotel, jantamos um jantar que nem me lembro do que era, mas sei que foi simples e nada marcante para eu não conseguir lembrar. Acho que pelo “naipe” do hotel, eu apaguei da memória.

Viajar com pacote turístico é prático. A experiência deles alinhada com o conhecimento do formato de cada hotel faz com que a logística de bagagens fique bem organizada.

As malas são levadas para os quartos após etiquetarem na sua frente o número do seu quarto. E de manhã, combina-se um horário para deixar as malas na frente da porta do quarto para que os funcionários do hotel as encaminhe para o motorista do ônibus. É prático, mas por várias vezes nós mesmas levávamos as nossas malas, por receio. Mas nada de errado daria... Eles estão acostumados com este sistema há anos.

Alguns hotéis possuem elevadores muito pequenos e por isso este sistema combinado entre hotel e agência de turismo te libera rapidamente para subir ao quarto e/ou sair para explorar as redondezas.

Além disso, esta agência Brezo Tours se esforçou para colocar todo mundo nos melhores quartos com as melhores vistas e nos andares mais práticos, o que foi muito importante em hotéis com elevadores pequenos e demorados onde utilizávamos a escada.

canakkale-01
canakkale-03
canakkale-02
canakkale-04
canakkale-06
canakkale-05

 


 

 

Clique na imagem abaixo para abrir o mapa dos locais indicados neste site:

 

mapa Gelibolu

Mais lugares para conhecer:

 

Na Península de Galípoli você pode:

  • Ir no "Centro de Informações de Kabatepe" que também é um museu de uma das campanhas mais sangrentas da 1ª Guerra Mundial que ocorreu lá, onde mais de 500 mil soldados turcos e dos Aliados (Austrália, Grã-Bretanha, França, Índia e Nova Zelância) morreram no período de 1915-16.
  • Visitar o "Memorial de Mehmetcik" que foi inaugurado em 1985 e homenageia os filhos mortos da Türkije (Mehmetcik) e os Aliados ("Johnnies")

Em Çanakkale você pode:

  • Visitar a praça central e tirar fotografias à replica do Cavalo de Tróia
  • Pegar um ferryboat até o Kilitbahir Castle
  • Visitar o "Military Naval Museum"

Para Çanakkale há o aeroporto Çanakkale Havalimani que é um aeroporto doméstico.

 

 

 
ATENÇÃO: Algumas informações descritas no site podem mudar, como por exemplo, preços, horários de funcionamento e até mesmo endereços. Consulte sempre antes de ir! Não possuímos vínculos com as empresas, serviços e profissionais mencionados neste site 😉

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por