EnglishPortugueseSpanish
COSTIERA AMALFITANA
Postado por Gisela S em Fevereiro 11, 2016 Editado por Estela T em novembro 27, 2017

Costiera Amalfitana, ItaliaCOSTIERA AMALFITANA - Não tenho sombra de dúvidas e quando me perguntam eu respondo até sem pensar: Costiera Amalfitana e Ilha de Capri foram os lugares que mais gostei de nossa viagem pela Itália.

E de lembrar que esses lugares não estavam no roteiro e só foram acrescentados com a dica de um amigo que morou em Milão... Bom, infelizmente, fiz apenas um passeio rápido pela região dessa vez, mas pretendo voltar para dedicar 1 semana a esse lugar fantástico.

Estávamos em um hotel em Napoli e pagamos um tour de um dia pela Costiera Amalfitana.

Compramos o tour da Viator onde um motorista veio nos buscar no hotel para um passeio particular. O motorista era um italiano muito simpático e parava com a gente nos lugares mais interessantes para fotografias no meio do caminho, além de parar nas cidades, dar dicas e voltar mais tarde para nos buscar... Foi simplesmente maravilhoso!!

Não é à toa que a Costiera Amalfitana é considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

 

Para você aproveitar o tour da Viator, clique no ícone a seguir: 

 

SORRENTO

 

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

Ruelas de Sorrento com sorveterias e lojas de roupa (vale reparar nas motos, meio de transporte muito comum na região)

Nossa primeira parada foi a cidade de Sorrento. Uma cidade deliciosa!! A cara daquele lugar maravilhoso é para se passar férias de verão... Quando eu voltar para passar meus dias na Costiera, pretendo ficar em Sorrento que é uma cidade com boa infraestrutura, apesar de ser pequena, e muito bem posicionada (fácil acesso à Capri, Positano e Ravello).

Há muitas lojas que vendem as tradicionais cerâmicas e artigos de marchetaria, todos produzidos nesta cidade. 

A cidade estava muito tranquila, apesar de estarmos na alta temporada. Aproveite os dias de calor para parar em um das sorveterias da cidade e se refrescar (mas tenha em mente que os maravilhosos sorvete italianos não são baratinhos...)

Ao caminhar pela cidade você vai achar para vender limoncellos e muito limão siciliano. O limoncello é um licor de limão, que vale a pena experimentar ou até mesmo trazer um para sua casa para compartilhar o gostinho da Costeira com amigos ou familiares.

Você vai reparar nas fotos abaixo que não há praticamente nada de areia em Sorrento, porque a cidade fica entre falésias. Então eles deram um jeitinho para tomar sol: construíram alguns decks onde colocam as esteiras e guarda-sóis. Em alguns casos algumas bóias ficam presas aos decks e disponíveis para quem quiser deitar ao sol, pertinho d'água.

A paisagem da "praia" com o vulcão Vesúvio no horizonte é espetacular. Vale a pena ficar um bom tempo observando.

Não fazia parte do tour, mas eu tinha lido em algum lugar que havia no caminho entre Napoli e Amalfi um lugar chamado Grotta Smerado onde valia a pena parar. Conversamos com o motorista sobre a possibilidade e ele disse que podia parar lá.

Gelatto, Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

Sorvetes... difícil é escolher....

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

O mar e o Vesúvio no fundo

Limoncello, Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

Limoncello e temperos à venda em Sorrento

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

Ruela de Sorrento

O passeio pela Grotta não foi lá grande coisa, mas o restaurante que existe ao lado da Grotta foi o melhor restaurante da viagem!! Recomendo a todos pararem lá para almoçar. O restaurante fica em um hotel chamado La Conca Azzurra que me pareceu igualmente bom. Uma coisa que eu gostei muito na Itália foi o suco de maçã. Praticamente, em todo lugar se acha esse suco, normalmente, de maçã verde. Até no supermercado pode-se comprar suco de maçã verde.

As fotos não exprimem o quão bonito é o lugar... Você terá que parar nesse restaurante para ver com seus próprios olhos... O restaurante, assim como a Grotta, fica na comuna Conca dei Marini, que faz parte da Província di Salerno.

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

Mais uma ruela de Sorrento

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

Detalhes de Sorrento

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

O jeito "sorrentino" de se tomar banho de sol

Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia
Sorrento, Costiera Amalfitana, Italia

 

AMALFI

 

Amalfi, Costiera Amalfitana, ItaliaNa viagem de 2011, após o almoço seguimos na estrada, parando em Amalfi. Também gostei de Almalfi, apesar de ter simpatizado mais com Sorrento para minhas próximas férias de verão.

Amalfi é uma comuna da Província di Salerno, maior cidade da Costeira  já foi uma potência marítima da Itália, com intenso intercâmbio com o Império Bizantino e Egito, conquistando até o monopólio do comércio mediterrâneo, tudo isso no século X. Após sofrer inundações e saques, perdeu o seu posto para Napoli.

Logo na entrada de Amalfi há uma área gostosa para passear com vistas para o mar e para a praia da cidade.

A praça da cidade é um ambiente delicioso, com ótimas sorveterias, lojinhas de temperos e souvenirs, além da belíssima igreja. Se o calor te cansar você pode sentar em uma das mesinhas da praça para tomar um sorvete e descansar os pés. Você vai avistar o Duomo com a fachada colorida do século XIII em estilo lombardo-normando. Possui um claustro em estilo sarraceno. Vale a pena entrar na Duomo.

Depois do passeio por Amalfi seguimos para a última parada do tour: Ravello.

Amalfi, Costiera Amalfitana, Italia
Cattedrale de Amalfi, Amalfi, Costiera Amalfitana, Italia

Já a viagem de Janeiro de 2016 nos trouxe um cenário um pouco diferente das fotos acima, porque Janeiro é alto inverno na Itália. Mesmo assim, a cidade não perde em nada da beleza.

Muitas pessoas têm dúvidas de como é a Itália no inverno. Devido ao efeito do El Niña de 2016, não estava frio o suficiente para afastar turistas como nós. Lógico que não era possível tomar banho de sol ou de mar, mas o objetivo era conhecer esta cidade linda.

O inverno italiano nesta região nos proporcionou conhecer a cidade calmamente sem pés inchados pelo calor do verão. Deu até para tomar sorvete e não precisamos competir por um espaço nas cadeirinhas das ruas. As nuvens no céu não foram um problema porque nos deram uma atmosfera única. A cidade fica meio preguiçosa, talvez seja um problema para achar todas as lojas abertas, além disso, o sol se põe bem cedo e às 18h já está bem escuro. Aproveitamos e compramos um tempero para pasta que em breve cozinharemos.

Amalfi, Costiera Amalfitana, Italia

Amalfi no inverno italiano

Amalfi, Costiera Amalfitana, Italia

Loja de Limoncellos, temperos, azeites e etc

Amalfi, Costiera Amalfitana, Italia

Detalhe do interior da igreja

Amalfi, Costiera Amalfitana, Italia

Entardecer em Amalfi, inverno

 

RAVELLO

 

costiera-19Ravello é uma comuna da Província di Salerno e dizem que tem as melhores vistas da Costeira. A comuna fica no topo de uma montanha e contém as vilas Rufolo e Cimbrione (locais das melhores vistas). É um dos lugares preferidos para casamentos, inclusive, no sábado que passeávamos por lá, vimos algumas noivas e alguns preparativos.

Entramos na Villa Rufolo que é uma vila particular localizada no centro de Ravello. Lá existe um grande auditório ao ar livre, projetado pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, onde ocorrem grandes apresentações de orquestras sinfônicas entre outras. Se você tiver tempo, eu indico fortemente que você tente assistir a uma apresentação. O ambiente todo é lindo. Vale muito a pena o passeio.

Procure pela capela de San Pantaleone onde está guardado o sangue deste santo, que viveu no século IV. Dizem que em Maio e Agosto, o sangue que está coagulado, fica líquido nestes meses.

Após conhecermos Ravello, voltamos para Napoli e ficamos com a certeza de que teremos que voltar.

costiera-20
costiera-21

  

VIETRI SUL MARE

Vietri sul Mare, Costiera Amalfitana, ItaliaEsta cidade é a primeira ou última cidade da Costiera Amalfitana. Fica ao lado de Salerno e lógico, faz parte da Província di Salerno. Como estávamos hospedados (Janeiro de 2016) no centro histórico de Salerno, seria muito desperdício não conhecer esta comuna.

Rapidamente chegamos de ônibus SITA (leia um pouco mais abaixo) e as pessoas sempre nos ajudavam a descer no ponto correto.

Vietri talvez não seja tão visitada por turistas porque ela tem uma configuração geográfica diferente das outras cidades famosas da Costiera, porque ela não fica no leito do mar, e sim, fica mais acima. O diferencial da cidade é que ela é conhecida pelas cerâmicas decorativas e há vária lojas especializadas que decoram as fachadas com azulejos, dando um colorido especial à cidade.

Uma coisa que aprendemos sobre a Itália é a tradição dos Presépios de Natal. Sim, apesar da nossa visita ter sido feita quase no fim de Janeiro, a tradição no país é de se comemorar o Natal de Novembro até começo de Fevereiro. Em Vietri descobrimos um Presépio gigante, com um pouco mais do que a manjedoura representada nele. O Presépio de lá era quase que uma cidade inteira, uma história completa (veja a foto abaixo). Como estava a céu aberto, não havia ninguém para nos explicar mais a respeito. Acabamos descobrindo mais sobre a tradição em Napoli.

Em Vietri há uma grande loja de cerâmica industrial e é impressionante como é grande. Perto desta loja (fique tranquilo que você vai avistá-la) há uma rua que vai te chamar e te dará uma vista linda do mar que, mesmo no inverno, tem uma cor fantástica.

No mar há uma dupla de rochedos chamados "Scogli I Due Fratelli". Muitas pessoas tiram fotos, mas eu não tirei apesar de ter avistado. Vale a pena ir em direção ao mar para vê-los de mais perto. Fique atento quanto ao horário de funcionamento no inverno, porque percebemos que alguns estabelecimentos fecham às 13h e retornam às 16h, inclusive igrejas.

Vietri sul Mare, Costiera Amalfitana, Italia

Detalhe de decoração de fachada de loja

O Presépio gigante a céu aberto

O Presépio gigante a céu aberto

Vietri sul Mare, Costiera Amalfitana, Italia

A cerâmica vendida por lá

Vietri sul Mare, Costiera Amalfitana, Italia

Vista do mar Tirreno da região

 


 

 

 

Mais dicas de como chegar à Costiera Amalfitana:

 

Além do transfer privativo pela companhia que você optar, há várias outras formas para chegar à Costeira Amalfitana e eis as dicas:

Estando em Roma: Você pode pegar o ônibus Marozzi Autobus na Stazione Tiburtinaque te levará ate Sorrento, Positano, Praiano e Conca dei Marini e Amalfi. Mas a viagem pode durar até 5 horas e custar em torno de €27 por pessoa. Pode optar em ir pela Alibus na Roma Termini e pegar este ônibus chegando em Napoli em 70 minutos ao custo de €25. Chegando em Napoli pegar outros meios de transporte por lá. Este ônibus também tem a opção para ir a Salerno em 2 horas ao custo de €30 por pessoa e chegando lá, novamente, você usa outros meios de transporte. Mas pela logística não vale a pena sair de Roma e pisar em Salerno para alcançar a Costiera, a não ser que queira ir para Amalfi, Praiano e etc.

Estando em Napoli: você pode pegar o trem Circumvesuviana para Sorrento ao custo de €3,20 e levar 70 minutos para chegar lá (é o mesmo trem que te leva a Scavi di Pompei). Você pode pegar o ônibus SITA no ponto Varco Immacolatella e chegar em duas horas a Amalfi por €4 (e também dá pra chegar com o SITA para as cidades Minori, Maiori, Cetara, Vietri).

Estando em Sorrento: você pode ir de ferry para Positano chegando em 30 minutos por uns €16 ou para Amalfi por €17 chegando em 50 minutos (opte pelo Aliscafi que é um high speed ferry). Para as cidades Positano, Praiano e Conca dei Marini e Amalfi, opte ir de ônibus SITA.

Estando em Salerno: você pode pegar o Aliscafi high speed ferry para Amalfi por €8 e chegar em 35 minutos ou para Positano por €12 em 70 minutos. Há a opção do ônibus SITA que custa €1,50 e leva 75 minutos para chegar a Amalfi e que passa antes pelas cidades Minori, Maiori, Cetara e Vietri. Esta última foi a maneira que escolhemos para chegar lá (com o SITA azul). O mesmo ônibus te leva a Vietri Sul Mare, que foi o que fizemos.

Para quem pretende alugar um carro, fique atento às regras de trânsito que logo mais escreveremos (em Dicas Italia). Mas já digo que a Costiera Amalfitana possui uma estrada de mão dupla bem estreita. A estrada possui muitas, mas muitas curvas, dando até um leve enjôo no trajeto. Fomos de SITA de Salerno a Amalfi e percebemos que a cada curva o motorista do ônibus buzinava porque para fazer a curva com um carro na outra mão, infalivelmente haveria colisões. A cada curva, para quem está na mão próxima ao penhasco, há um pequeno acostamento para permitir a passagem do veículo oposto.

Mais lugares para conhecer:

 

  • A dica é conhecer a cidade de Positano que tem o Fiorde de Furore que pelas fotos que eu vi, já vale a visita.
  • Outras cidades para conhecer é Minori e Maiori que possuem fortificações nas rochas logo na beira do mar (nós só passamos por elas).
  • A cidade Cetara que parece cenário de filme de época.
  • Em Sorrento visite o Chiostro di San Francesco e não deixe de ver o claustro; veja o vale chamado Vallone dei Muliei; conheça o Museobottega della Tarsialignea que é um museu de marchetaria; fique atento às exposições da Fondazione Sorrento. Um restaurante com boa vista é o Ristorante Bagni Delfino, mas é meio caro. Quem ficou com saudades de comer um lanche, procure o Da Lucariello no centro.
  • Em Amalfi fique ainda mais conectado com a natureza nas cachoeiras do Valle delle Ferriere, assista a uma apresentação musical sobre a Costeira Amalfitana na Amalfi Musical que deve ser turístico demais, mas não é pecado; aprenda um pouco mais sobre a Costiera e como eles faziam papel e marcas d'água no Museo della Carta; conheça o claustro Chiostro del Paradiso. Procure o restaurante La Taverna dei Briganti ou o Restaurant Marina Grande, este último também é um lounge bar. Preços mais amigáveis você encontra no Rosali FancyPubou no Ristorante Luna Convento.
  • Em Ravello conheça o prédio histórico Villa Cimbrone que pelas fotos que eu vi, é lindo. Vá ao Ristorante Pizzeria Vittoria ou em um mais caro chamado Al Ristoro del Moro.

 


 

 

Clique na imagem abaixo para abrir o mapa dos locais indicados neste site:

 

mapa costiera

 

Hospedagem:

Como não houve hospedagem na Costiera Amalfitana, leia as páginas de NapoliSalerno. Geralmente quem vai para Napoli e quer economizar em hospedagem na Costiera, prefere a própria Napoli porque a cidade oferece preços mais amenos. Mas para aqueles que querem desfrutar mais da Costiera, não acho que vale a pena se hospedar tão longe. Eu mesma escolheria Positano por sua localização geográfica. Mas infelizmente, ainda não fomos pra lá. Bom próximo destino, não?

 

ATENÇÃO: Algumas informações descritas no site podem mudar, como por exemplo, preços, horários de funcionamento e até mesmo endereços. Consulte sempre antes de ir! Não possuímos vínculos com as empresas, serviços e profissionais mencionados neste site 😉

Deixe seu comentário / 3 Comentários

  1. Responder
    Sabrina Martinez

    Nossa que blog maravilhoso!!!
    Como eu não vi vcs nesses últimos 3 anos pesquisando sobre a Costa Amalfitana no inverno!!!
    Tem algumas coisas abertas em Janeiro???
    Como é o frio?? suportável??? tem dias claros???
    Parabéns pelo blog!!! Me deu um fio de esperança em conhecer a Costa, pois é meu sonho, mas só posso ir no inverno.
    Bjs

    • Responder
      Estela T

      Olá Sabrina! Muito obrigada pelo feedback!
      Olha só… o Itinerário de Viagem é feito por duas amigas. A Gi foi no verão e eu fui no inverno. Fui exatamente em Janeiro, lá pelo dia 25. Eu amo frio e achei o frio muito gostoso. Não é um frio que queima a pele, sabe? Mas de toda forma teve dias que eu estava com um casaco daqueles que corta o vento. Eu fui meio que preparada para o apocalipse invernal mas estava muito gostoso!
      Digamos que 95% dos dias estavam claros e apenas um deles choveu um pouco, mas isso foi em Roma. Mas a chuva não atrapalhou em nada, nada. Acho que a Italia é linda de qualquer jeito e, por isso, vale a pena ir em qualquer época do ano!
      Só não vai dar para tomar banho de sol, porém, saiba que no inverno você vai ter todas as atrações funcionando e não vai pegar filas. Não teve um único lugar que eu planejei em ir que estava fechado. Só se atente à “siesta” que existe de verdade na Italia rsrsrsrs (mas nas cidades pequeninas), ou seja, lá pelas 13h até 16h, dependendo de onde for vai ter que ver tudo fechado ou até mesmo ficar sem lugar para almoçar. No fundo sempre tem um lugar aberto, só procurar.
      Vai lá com toda a vontade porque vale muito a pena!
      Bjs

      • Responder
        Sabrina Martinez

        Oi Estela, Parabéns pelo blog!!
        As fotos são lindas!!!
        Tudo detalhadamente explicadinho, fico muito agradecida por ter me respondido 😀
        Grande beijo

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por