EnglishPortugueseSpanish
COLONIA DEL SACRAMENTO
Postado por Gisela S em agosto 26, 2012 Editado por Estela T em outubro 6, 2017

colonia-del-sacramento-01Colonia del Sacramento é a cidade mais antiga do Uruguai localizada a 180km de Montevidéu, capital do país, e a apenas 50km de Buenos Aires, capital da Argentina (bastando nesse caso, só atravessar o Rio da Prata). Para se ter uma ideia do tamanho da cidade, veja pela quantidade de habitantes: cerca de 26 mil.

O seu bairro histórico foi considerado Patrimônio Histórico Cultural da Humanidade desde 1995 e possui uma arquitetura colonial bem preservada, repleta de ruas estreitas, iluminadas por lampiões (conhecidos como 'faróis') e casas cobertas com telhas de barro e decoradas com tradicionais azulejos lusitanos de mais de 300 anos de história.

O melhor passeio da cidade é gratuito: o Barrio Histórico que possui construções antigas e ruínas, casas, museus e restaurantes. O conjunto de pequenos museus são: Museo Municipal, Musei Portugués, Museo Español, Museo Indígena e Museo do Azulejo.

Próximo ao Barrio Histórico encontra-se o Puerto de Yates (Iate Club) tendo uma construção que merece ser conhecida.

Há diversos mirantes ao longo das margens do Rio da Prata dão excelente vistas.

Vale a pena aproveitar para ir até o povoado de Real de San Marcos, localizado há 5km do centro de Colonia, conhecido por abrigar um complexo turístico de mesmo nome. A atração é o Complejo Real de San Carlos, iniciado no século 20 pelo argentino Nicolás Mihanovich e formado por uma Plaza de Toros, um hipódromo e um estádio (todos desativados por falta de trabalhos, de conservação), além do hotel cassino onde hoje se encontra o Centro Politécnico Cono Sur.

 

 


 

 

colonia-del-sacramento-02

Nascer do sol dentro do barco em Buenos Aires, a caminho de Colonia del Sacramento

Como ir a partir de Buenos Aires:

Colonia del Sacramento é uma cidadezinha do Uruguai há apenas 1h de Buenos Aires que foi motivo de briga entre portugueses e espanhóis durante anos.

Pra ir de Buenos Aires até lá, pode-se utilizar barcos que cruzam o rio da Prata. Você vai encontrar opções de barco de alta velocidade (1h) e de baixa (3h). A Buquebus é a empresa com mais opções de viagens, mas também é possível utilizar a Seacat (tem barcos menores e de alta velocidade). O ponto de partida é o Puerto Madero, um belo porto de Buenos Aires. Lembro que junto com o ticket do barco (que comprei pela Internet com desconto) era possível já comprar o ticket do ônibus turístico e o almoço.

Sobre essa viagem de barco, vale lembrar que como é um trecho internacional, os barcos têm duty free shop.

Clique neste link do blog Viagens e Caminhos que explica como eles fizeram o trajeto do Uruguai, passando por Colonia e chegando a Buenos Aires de carro.

 

 

Passeio pela cidade:

colonia-del-sacramento-03

Marina na chegada à cidade

Chegando em Colonia, comprei um ticket para o ônibus turístico. Como eu iria passar apenas 1 dia, não quis correr o risco de não conseguir caminhar pelos principais pontos da cidade.

Almocei no restaurante Renata que era indicado no site da Seacat como parte do pacote. Em esquema self-service para quem comprou o tour era muito bom, mas acho que é mais interessante comer nos restaurantes do bairro histórico (dentro das muralhas), pois os restaurantes são "restaurantes-ateliers" e acho que vale a graça local. Eu acabei provando uma Parrillada lá... bom, não sou lá muito fã de carne com nervos e gordura e nem de linguiças pretas... apesar do cheiro ótimo, já vi que esse não é um prato pra mim (meu pai adorou).

Ah! Várias lanchonetes e restaurantes não aceitam cartão de crédito, então vale a pena levar algum dinheiro consigo.

Bom, comprado o ticket eu pedi algumas dicas sobre local pra tomar café e na estação ninguém soube que indicar. Acabei comendo um lanchinho na própria estação. Caso você também resolva ir pra lá cedinho para passar o dia, tenho uma dica melhor: saindo da estação e indo para a esquerda (sentido bairro histórico/muralha) você vai encontrar uma pousada que serve café da manhã (lá me pareceu uma opção muito melhor que o lanchinho na estação).

colonia-del-sacramento-04

Bairro histórico

A cidade toda é uma graça (não é à toa que o bairro histórico foi declarado patrimônio mundial pela UNESCO). Vale reservar pelo menos umas 2h para caminhar pela cidade antiga com calma; assim dá pra tirar boas fotos. Caminhar nas ruas próximas ao bairro histórico também é uma boa ideia.

Fui em Maio e, apesar do céu aberto e do sol, estava frio, principalmente, devido ao vento. As ruazinhas de árvores altas com cor de outono, calçadas cobertas de folhas, estavam muito charmosas.A entrada da Cidade Histórica ( Puerta de Campos ou Puerta de la Ciudadela) é um marco de Colonia e um de seus principais pontos turísticos. Pelo que entendi ela é da época de 1745 e já reconstruída diversas vezes. Ao passear pelo bairro histórico você irá encontrar casas floridas e um chão de pedras que nos remete há outros tempos. (não vou negar que as flores me trouxeram lembranças da Itália...). É uma delícia apreciar a paisagem devagar (no ritmo local rsrs)...

O mais famoso ponto turístico da cidade é a Torre do farol. Não tive muito interesse em subir, pois o vento estava frio, mas deve dar uma boa vista.

O Farol fica próximo a Plaza Major 25 de Mayo, onde você vai encontrar alguns restaurantes com mesas e cadeiras externas. Uma dica que só recebi depois que já tinha ido pra Colonia foi ir ao restaurante El Buen Suspiro. Ele foi muito recomendado para jantar, já que oferece um queijo com vinho muito típico (pedir queijo azul e Malbec da casa é a indicação que recebi). No entanto, esse restaurante parece ser um tanto quanto escondido, então repare nas placas. Ele fica na Calle de los Suspiros, 90 (essa é a rua mais antiga de Colonia).

Disseram que a cidade é linda a noite. Muito romântica. Principalmente, pois as luminárias se acendem e dão uma iluminação muito intimista pro bairro histórico. (eu não cheguei a passar a noite por lá, mas fica a dica).

Nas proximidades da Plaza Major 25 de Mayo encontra-se a Plaza de las Armas, muito próxima a Basílica del Santíssimo Sacramento. Essa é considerada a igreja mais antiga do Uruguai. Pelo que entendi ela foi 'refeita' diversas vezes, tendo sido a primeira construção da época de 1680. Atualmente, a construção é simples e tem traços portugueses e espanhóis. Bom, agora saindo do bairro histórico vale a pena passar por San Carlos.

colonia-del-sacramento-05

Plaza del Toros, Complejo Real de San Carlos

colonia-del-sacramento-06

Restaurante do bairro histórico

Farol

Farol

colonia-del-sacramento-08

Entrada do Centro Histórico

No caminho do bairro histórico à Plaza de Toros del Real de San Carlos, você vai encontrar um caminho bonito para uma caminhada (mas não pense que dá pra caminhar facilmente de um ponto a outro não, a distância é longa (3km) e é para esse caminho que vale a pena o ônibus turístico que para de 15 em 15min (ou 30 em 30min) em vários trechos desse trajeto; há também ônibus comum, mas não sei falar sobre a periodicidade desses). Nesse caminho estão vários hoteis e resorts.

A Plaza de Toros é a única praça de touros em estilo mourisco espanhol do Uruguai. Ela data de 1910 e está desativada. Não se pode entrar no local devido a risco de desabamento.
Ao lado da plaza existe um museu do trem, que é tão pequeno (fica dentro da bilheteria de uma antiga estação) que não achei interessante pagar pra entrar.

Próximo a essa Plaza há também outros museus: Museu dos Tesouros e dos Naufrágios. Eu cheguei a ir até a frente do museu dos Tesouros, mas ao entrar na bilheteria, percebi que não era o tipo de museu que eu procurava (havia grandes esculturas de piratas, etc); parece ser um local interessante para as crianças.
Um pouco mais adiante que a Plaza de Toros há um resort com espaço pra praticas de golf (fica a dica pros amantes desse esporte).

colonia-del-sacramento-09
colonia-del-sacramento-10
colonia-del-sacramento-11

 


 

 

Dicas Finais:

Hospedagem: Não me hospedei na cidade, mas vi que há um grande hotel com campos de golf nas proximidades de Real San Carlos, além de hotel-resort próximo a Rambla de las Americas e do centro. Pequenas pousadas encontram-se no Barrio Histórico.
Você pode optar pela opção do El Galope Farm & Hostel. Ele não tem site próprio mas você encontra em sites parceiros. Vale saber que este fica a 60km afastado da cidade e a vantagem disso é que ele é meio estilo fazenda e rústico. Possui quarto privado.
Restaurantes: Vale a pena comer em algum dos restaurantes do Barrio Histórico. Recebi dica do restaurante El Buen Suspiro, recomendado para jantar, já que oferece um queijo com vinho muito típico (pedir queijo azul e Malbec da casa é a indicação que recebi).

ATENÇÃO: Algumas informações descritas no site podem mudar, como por exemplo, preços, horários de funcionamento e até mesmo endereços. Consulte sempre antes de ir! Não possuímos vínculos com as empresas, serviços e profissionais mencionados neste site.

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por