EnglishPortugueseSpanish
BLUMENAU incluindo a festa em Pomerode
Postado por Gisela S em janeiro 23, 2016 Editado por Estela T em abril 21, 2017

BLUMENAU, Santa Catarina: Dicas de turismo incluindo informações sobre hospedagem, passeios e a Festa Pomerode e as cervejarias!

 

Durante uma viagem, nada melhor que aproveitar para conhecer bebidas, pratos e a música local.

Se você gosta de cerveja artesanal e culinária alemã, além da tão famosa Oktober Fest (que tem sua versão brasileira todo ano na cidade de Blumenau - Santa Catarina), há também a tradicionalíssima festa Pomerana.

Essa festa ocorre todo ano em janeiro durante 11 dias na cidade de Pomerode, interior do estado de Santa Catarina, próxima a Blumenau. Inclusive, a festa ocorre em paralelo do evento Summerfest de Blumenau. Vale a pena se organizar para aproveitar os dois (que foi o que tentei fazer).

De São Paulo a Pomerode de carro são cerca de 9h de viagem. Você pode ir parando no caminho pelas cidades de Curitiba e/ou Joinville e pode até estender a viagem até o Balneário Camboriu, Paranaguá, Bombas, Bombinhas. Descendo de carro você pode fazer a "Rota das Cervejas Artesanais".

Mas, se você quer apenas um final de semana, ou mora muito longe, o aeroporto mais perto de Pomerode é o Aeroporto Internacional de Navegantes (cerca de 1h30min de carro), sendo o aeroporto de Florianópolis uma alternativa também (cerca de 3h de carro).

Há hotéis e casas onde você pode ficar em Pomerode, mas como a cidade é pequena as opções acabam rapidamente. Se você estiver de carro, pode se acomodar em Blumenau.

Pomerode é conhecida por ser a cidade mais alemã do Brasil, tendo cerca de 30 mil habitantes, muitos deles descendentes de alemães. A cidade fica no "Vale Europeu", um destino turístico no interior de Santa Catarina.

 

 

Rota das Cervejas Artesanais

 

 

Cerveja da Cervejaria Bierland

No Vale Europeu, existiam mais de 20 cervejarias artesanais que abasteciam eventos, bailes e festas familiares da região. Muitas dessas cervejarias artesanais hoje já foram compradas por grandes empresas, como a Eisenbahn.

Apesar disso, novas cervejarias artesanais estão surgindo na região e atraem muitos "degustadores" de cerveja e mestres cervejeiros amadores.

A "Rota das Cervejarias Artesanais" inclui as cidades: Pomerode, Blumenau, Gaspar, Brusque, Indaial, Jaraguá do Sul, Joinville e Timbó. Além de apreciar as diversas cervejas produzidas no local é possível  visitar os espaços de produção.

Se seu objetivo é passar pelas diversas cervejarias e visitar, vale verificar os horários de atendimento e agendar a visita na fábrica. Nem todas as fábricas abrem de final de semana e muitas tem horários específicos para realização das visitas.

Ao lado está a lista de cervejarias que consegui organizar (já coloquei elas numa sequencia para quem pretende fazer o roteiro de carro, Norte - Sul. Quem vai alugar carro no aeroporto de Florianópolis pode fazer ao contrário).

Muitas delas são de tradição alemã e seguem as regras de pureza alemã para fabricação de cerveja. Eu visitei apenas a Bierland (alemã) e a Container (inglesa), localizadas na cidade Itoupava - Blumenau. Precisarei voltar lá com mais tempo. Como eu tinha pouco tempo, resolvi ir até estas duas cervejarias porque elas ficam na mesma rua.

Fui primeiro na Bierland, pois já era hora do almoço e o Bar da Fábrica estava aberto. O ambiente do bar é muito gostoso e o atendimento foi ótimo. Aproveitei para provar o lançamento "chop com vinho branco" (achei que ficou ótimo!! melhor do que as versões com vinho tinto) e comi croquete de gorgonzola com carne (culinária típica).

Como era sábado, não consegui visitar a fábrica que só funciona durante a semana. Se você quiser fazer esta visita, é necessário ligar ou enviar e-mail agendando. As visitas acontecem durante a semana às 15h e, se não me engano, tem cerca de 30 minutos de duração.

As Cervejarias

Joinville - Cervejaria Volksbier: Rua Bagé, 709 – Anita Garibaldi

Jaraguá do Sul - Cervejaria Karsten: Rua 1097, 11 - Três Rios do Sul

Pomerode - Schornstein: Rua Hermann Weege, 60 - Centro, Pomerode - SC

Timbó - Borck: Rua Pomeranos, 1963, Pomeranos - SC

Indaial: Cervejaria Heimat: Rua Mal. Deodoro da Fonseca, 1498 – Tapajós

Blumenaus/Itoupava - Bierland: Rua Gustavo Zimmermann, 5361 – Itoupava Central

Blumenaus/Itoupava - Container (inglesa): R. Gustavo Zimmermann, 4764 - Itoupava Central, Blumenau

Blumenau - Cervejaria Wunder Bier: Rua Fritz Spernau, 155 – Fortaleza – Blumenau – SC

Gaspar - Cervejaria Das Bier (dizem que o lugar é lindo): Rua Bonifácio Haendchen, 5311 – Belchior Alto

Brusque - Cervejaria Zehn Bier: Rua Benjamin Constant 26 - São Luiz

Guabiruba -Cervejaria Kiezen Ruw: Rua Planície Alta, 5150 – Planície Alta

Chapecó - Dalla Cervejaria: Avenida Nereu Ramos – E, 1266 – Centro

Itapema - Cervejaria 3 Mestres: Rua 266, 466 – Meia Praia

Saindo de lá, fui até a Container. A fábrica é linda, sendo possível vê-la através das paredes de vidro tanto a partir do lado externo quanto do Pub. Sim, há um Pub nessa cervejaria. A Container se dedica a fabricar cerveja tradicional ao estilo inglês e para ajudá-lo a brindar ao estilo britânico nada melhor que um Pub. O lugar é uma graça. Terei que voltar para ir ao Pub uma noite dessas.

Entrada da Cervejaria Container

Pub da Cervejaria Container

Detalhe da Cervejaria Container

Cervejaria Container

Casa em estilo enxaimel, Itoupava Central

Se você pretende fazer o roteiro das cervejas e gosta de arquitetura, dá para casar esse roteiro com a apreciação de casas em estilo Enxaimel. A cidade de Pomerode é a cidade que tem a maior concentração de casas em estilo enxaimel fora da Deutschland, com uma rota turística de cerca de 16km.

Além de Pomerode, esse estilo arquitetônico também pode ser visualizado em Blumenau e algumas outras cidades de Santa Catarina, porém em menor concentração.

No bairro de Itoupava Central, onde ficam as cervejaria que eu fui (a Bierland e a Container), na área rural, é possível encontrar lindas casas em estilo enxaimel; tão lindas que já renderam fotos de revista (segundo moradores com quem conversei).

Como eu não tinha muito tempo, acabei não indo em direção à zona rural, mas seguindo pelo caminho de Itoupava Central para a cidade de Jaraguá do Sul(caminho que passa pela Casa de Caça e Tiro do bairro) é possível encontrar essas edificações.

 

 

Festa Pomerana

 

Apesar de não ter tempo para passear por Pomerode, consegui algumas dicas sobre a cidade para quem for com mais tempo. A cidade é pequena e há algumas cervejarias regionais e restaurantes típicos (meu prato favorito até o momento é o "marreco recheado", é uma carne tão gostosa quanto pato, porém mais suculenta).

Além disso, você pode fazer um passeio com carro de mola puxado por cavalo, com decoração típica, ver bonitas casas de arquitetura alemã e comprar artesanato local (uma opção que me indicaram é a loja Grützmacher Produtos Artesanais, Silvana Pujol onde você encontra ovos pintados à mão, ou a loja Velas Artesanais Guenther, Nani AtelierBauernmalerei; comprar porcelana na Porcelanas Schmidt. Também falaram muito sobre os produtos têxteis fabricados na região e os chocolates (e indicaram a Chocolates Nugali).

Se você gosta de conhecer a cultura local através de museus, indicaram o Museu Casa do Imigrante – Carl Weege.

Há cinco grupos folclóricos na cidade: Alpen Bach, Edelweiss, Alpino Germânico, Pomerano, Sênior Club Alegre. Todos fazem apresentações de danças típicas, usam trajes típicos e mantém e apresentam a cultura local através de festas como a festa Pomerana, festas de Reis e Rainhas das Sociedades, vivenciadas por meio dos 16 Clubes de Caça e Tiro.

Se você tiver interesse em assistir aprensentações de danças típicas, vale a pena entrar no site desses grupos e ver qual a programação para os dias que você pretende ir para a cidade. Na festa Pomerana eu vi algumas apresentações de danças típicas e achei super divertido. Eu encontrei com o pessoal do grupo Alpino Germânico na festa Pomerana e eles até posaram para uma foto

Entrada

Janelas para venda de comidas típicas, Festa Pomerana

Eu estava de carro e parei num dos vários estacionamentos próximos ao pavilhão e paguei R$15 (valor fixo).

A entrada na festa custou R$15. Lá dentro do pavilhão havia 3 palcos para apresentações de bandas e brincadeiras, espaço para apresentações de dança, acho que havia 3 restaurantes e várias janelas para venda de comidas específicas. Além disso, em um galpão separado havia uma feira de artesanato e produtos locais (local ideal para você comprar caneca, flores para colocar nos cabelos, lembrancinhas, etc).

Caça e tiro fazem parte da cultura local e se você tiver interesse pode aproveitar para tentar um 'tiro ao alvo' ou um pássaro no alvo (para as crianças).

Durante a festa, eu vi a encenação do casamento típico local, com um desfile de tochas (Fackelzug), a Dança das Cozinheiras (Küchenmarsch), a dança da Vassoura, dentre outras. O Fackelzug era uma prática antiga, da época da colonização, quando não havia energia elétrica no local. Como os casamentos ocorriam no final da tarde, o trajeto com os noivos era iluminado por tochas e lamparinas.

Apresentação de bancas de música típica, Festa Pomerana

Apresentação de bandas e danças tradicionais

Fackelzug

Concurso de Lenhador

Mais momentos do Fackelzug

E mais um pouco de Fackelzug, Festa Pomerana

A Küchenmarsch é uma prática tradicional nas festas de casamento onde as pessoas envolvidas na preparação da recepção (cozinheiras, assadores de carne, músicos, padrinhos e os recém-casados) promovem uma dança especial após o jantar.

Depois disso, várias outras danças típicas são apresentadas, podendo em várias o público participar. Outras danças divertidas (ainda muito atuais) também foram tocadas (como Barril de Chop) depois das apresentações mais folclóricas.

 
Além de assistir as apresentações de dança e música, já que eu estava numa festa de tradição alemã, resolvi provar o tal do Joelho de Porco (Eisbein). Eu gostei de praticamente tudo que estava no prato. Vinha muita comida e sobrou mais da metade do Joelho, sendo assim, se você também não é de comer muito, pode pedir um e dividir. Custou R$38 no restaurante a la carte (havia um restaurante self-service de comida alemã também).

Como sobremesa comi um delicioso Pretzel de chocolate que comprei em uma das janelas de comidas típicas.

Acho que a festa é muito divertida e se você gosta de chop e cerveja, ela se torna ainda uma alternativa mais interessante.

 
 

 

BLUMENAU

 
Como fiquei num hotel no centro de Blumenau (cerca de 40 minutos de carro), aproveitei o outro dia para passear pela cidade.

Comecei passaendo pela Rua XV de Novembro, cujo primeiro nome foi Wurststrasse, ou "rua da linguiça", pois foi aberta por uma vaca fugida (ou seja, é uma rua estreita). Essa foi a principal rua da cidade, compondo até hoje o complexo viário do centro (um dos principais da cidade). Nessa rua ainda existem 35 edificações que são consideras como patrimônio histórico, concentrando grande parte das edificações em estilo enxaimel da cidade, desta forma, se você tem interesse em uma visita rápida, caminhar por essa rua pode ser muito rico.

Dentre as edificações interessantes está o Stammtisch (Prefeitura) e vários prédios de instituições financeiras (maior concentração desse tipo de estabelecimento no sul do país). Além das edificações e lojas dessa rua, é nela que todo ano ocorre os desfiles alegóricos da Oktoberfest de Blumenau.

Arquitetura da Rua XV de Novembro

Rua XV de Novembro

Passei apenas por 3 pontos turísticos: Teatro Carlos Gomes, Catedral de São Paulo Apóstolo e a Vila Germânica. Fora isso, fui até o bairro de Itoupava nas cervejarias, como citei anteriormente.

 

 

Teatro Carlos Gomes

 

Teve origem com a evolução das atividades culturais de Blumenau e do uso de um espaço de teatro construído em 1939. Atualmente, o teatro abriga diversas atividades culturais como ballet, música, teatro e orquestra. Faz parte do teatro espaço com auditórios, salões e salas de apoio, além de bar e restaurante.

Teatro Carlos Gomes

Escultura do índio no Teatro Carlos Gomes

 

 

Catedral de São Paulo Apóstolo de Blumenau

 

Foi projetada por Gottfried Boehm e inaugurada em 1958 para substituir a primeira igreja da cidade e hoje é um dos cartões-postais. A catedral é toda construída com granito vermelho e grandes vitrais que a depender do horário do dia geram lindos efeitos de luz..

Depois de ver essas atrações turísticas da Rua XV de Novembro, segui de carro para a Vila Germânica. No caminho para lá, passei em frente da fábrica da Hering (famosa fábrica de roupas brasileiras) e seu museu. Não achei interessante o suficiente parar lá no momento, mas se você tiver tempo, pode ser interessante (o local é também considerado ponto turístico da cidade).

 

 

Parque Vila Germânica

 

O parque possui 39 mil m² e é o espaço onde ocorre a tradicional Oktoberfest de Blumenau, tendo um centro coberto para realização do evento e uma espaço aberto chamado apenas de Vila Germânica. Eu não cheguei a entrar no Centro de Eventos, mas ele é um espaço para shows e convenções.

A Vila Germânica é um espaço com diversas edificações com arquitetura típica do interior da Deutschland, utilizadas como lojas, restaurantes, choperias, etc.
Nesse espaço ocorrem várias festas e eventos da cidade.

Em Janeiro, ocorre no espaço a tradicional Sommerfest, onde você paga R$15 para entrar no centro de eventos (a noite) e assistir apresentações de dança e música, além de apreciar cervejas, chop e gastronomia típica.

 


 

 

Clique na imagem ao lado para abrir o mapa dos locais indicados neste site:

 

Hospedagem:

 

O melhor lugar é no centro, pra ficar mais próximo dos pontos turísticos. Para quem tem em mente a Oktoberfest, a dica é se hospedar na Vila Germânica.

 


 

ATENÇÃO: Algumas informações descritas no site podem mudar, como por exemplo, preços, horários de funcionamento e até mesmo endereços. Consulte sempre antes de ir! Não possuímos vínculos com as empresas, serviços e profissionais mencionados neste site 😉

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por