EnglishPortugueseSpanish
DIÁRIO DE BORDO: Sabático da família Orwick: transcendendo fronteiras através da arte
Postado por Estela T em março 7, 2016 Editado em dezembro 28, 2016

A família no Taj Mahal, Índia (Novembro/2015)

Em 2015 conhecemos a Gaby e a empreitada do Sabático da família Orwick. A família norte-americana Orwick (Mike, Gaby e a filha Elena) está dando uma volta pela América do Sul, Ásia e Europa. Em entrevista para o Itinerário de Viagem, Gaby nos contou alguns detalhes da empreitada.

 

Quem são os membros da Família Orwick:

Michael (Mike), Gabriela (Gaby) e Elena Orwick. São de Beaverton, Oregon, EUA. Mike é artista plástico que construiu sua carreira baseado na busca da beleza e da expressão da cor. Ele ama a água, caminhadas, fotografia e viajar. Elena completou 11 anos quando estavam na Costa Rica, também é artista plástica e usa o abstrato como tema, também desenha e adora moda. Ela está no programa chamado “travel-schooled” do sexto ano do ensino (equivalente ao Ginásio) e na volta para os Estados Unidos, estudará na Arts and Communications Magnet Academy, na cidade de Beaverton. Gaby é da Bulgária e atualmente trabalha como Gerente de Consultoria de Empresas. Adora explorar e gosta de viagens de lazer, participa de voluntariado empresarial, e adora passear ao ar livre.

Clique aqui para acompanhar o Blog Studio Everywhere e você também pode segui-los no Facebook.

Studio Everywhere
A inspiração de viajar pelo mundo surgiu de uma faísca chamada “Studio Everywhere”, um projeto que é uma ambição da família para experimentar e aprender mais sobre como a arte capacita, conecta, e inspira pessoas além das fronteiras. A ideia é colocar o projeto “Studio Everywhere” em ação em cada país visitado, que consiste no convite das crianças locais a pintar e desenhar auto-retratos, expressando “como se vêem no mundo.” No fim, a família tem como objetivo montar um livro de fotos para contar a história dessa viagem.

 

A inspiração para viajar o mundo

Elephant Nature Park na Thailand, onde a família cuidou dos elefantes como voluntários (Dezembro/2015)

A família já amava viajar e passar o tempo juntos, mas houve um momento em que perceberam que o tempo estava passando rápido e a rotina estava tomando conta da vida dos Orwicks. Gaby cita a frase de Chris Guillebeau: “A repetição não cria memórias. As novas experiências é que criam memórias. Nossa percepção do tempo é realmente impulsionada”(…). “A maneira mais segura para retardar o tempo é viajar. Viajar é uma experiência nova que pode transportá-lo para fora de sua rotina diária para criar memórias com aqueles que você ama.” Para os Orwicks, esta frase resumia tudo. Eles não queriam esperar a aposentadoria para fazer algo do tipo e resolveram planejar a viagem como dando um “break” na rotina e investir neste sonho.

Planejamento da família
O planejamento da viagem foi bem divertido, sonhando com o que poderia ser, trocando idéias com os amigos, coletando pesquisas, etc. Mas também não foi tão fácil assim, porque não dava para colocar exatamente todos os lugares que todos os integrantes da família gostariam de conhecer. Também foi necessário pensar sobre os vários riscos possíveis e combinar tudo com o planejamento financeiro.

A concepção do projeto de arte “Studio Everywhere” surgiu em Agosto de 2014, numa viagem que a família fez para a Grécia e Bulgária, onde a família pintou com crianças em visitas a famílias da região.

Com o sucesso do projeto, o entusiasmo tomou conta da família e em Novembro daquele ano iniciou-se o planejamento de viajar pelo mundo implementando o projeto por onde passassem.

A família Orwick teve que se organizar conforme o ano letivo de Elena que iria terminar a 5ª série em Junho de 2015 e então, esperaram as férias para todos, finalmente, tirarem o ano sabático. Como o Verão em Oregon (a cidade que a família mora)  é espectacular, a família decidiu começar a empreitada no final de Agosto de 2015, casando com o próximo ano letivo de Elena.

 

Os continentes almejados foram: América do Sul, Sudeste Asiático e Europa. São cerca de 3 meses em cada região, e 2-3 semanas por país.

Michael pintando o incrível cenário do rio Mekong, em Luang Prabang, Laos (Janeiro/2016

A idéia era viajar por 9 a 10 meses com orçamento sem folgas. A família elaborou um “plano de comunicação” onde o projeto não seria só compartilhado com amigos e familiares, mas também com potenciais patrocinadores. Criaram uma página do “Studio Everywhere” para arrecadar dinheiro para a compra de materiais de arte.

Depois de tudo isso, eles correram atrás da renovação de passaportes e vistos, imunizações, as reservas iniciais (que começaram em Maio) e tendo quase tudo pronto a menos de 2 meses antes da viagem, a família partiu.

Estudos regulares durante a viagem
Apesar de ser um período sabático, Elena está estudando em um sistema “Travel-schooling”. Ela usa recursos online como a Khan Academy e sites de homeschooling, além de participar de discussões educacionais com o distrito escolar da sua escola secundária. A família também configurou um esquema para organizar os estudos de Elena, para manter o foco no desenvolvimento educacional  da jovem viajante (utilizam a ferramenta Trello). Ela ainda usa aplicativos de matemática para acompanhar o seu progresso em relação aos requisitos da 6ª série, e há metas de leitura e escrita diárias, além de trabalho de casa online. Ela também produz muita arte durante o StudioEverywhere e fora dele. Os pais a incentivam a pesquisar sobre tudo e a alimentar o seu blog sobre as experiências da viagem, fazendo com que reflita sobre as lições de vida que vem adquirindo, e fazem o melhor para trazer História, Ciência e Desporto nas suas atividades diárias durante a viagem. Todos estão confiantes de que ela está aprendendo muito e esta experiência é essencial para o seu desenvolvimento como uma cidadã global consciente, e esperam que ela tenha ainda mais vontade de viajar ao longo da vida baseada em atividades filantrópicas.

 

Um momento inesperado na viagem
Perguntado à Gaby sobre um momento inesperado na viagem e  ela nos contou que quando a família chegou em Hanói, no Vietnã em 25 de Janeiro de 2016, foram totalmente surpreendidos com o frio de 11ºC. Estava escuro e molhado, e realmente muito frio. A família imaginava andar de chinelos todos os dias e perceberam que calcularam mal no planejamento da viagem. Bem, a lição de casa falhou, mas não foi nada grave. Foram atrás de camisolas quentes, novos chapéus, luvas, e alguns sapatos fechados. Até lembraram um pouco do frio de PortlandOregon, EUA, com direito a noite chuvosa e tudo mais!

 

Momentos únicos vividos
Gaby nos contou que tem tido a sorte de conhecer pessoas maravilhosas ao longo do caminho, além dos habitantes, outros viajantes também estão na lista. A viagem também tem proporcionado doces reuniões com queridos velhos amigos. Gaby ressalta que ama o poder de conexão e como a energia da paixão por aprender e viajar acaba trazendo para perto as pessoas na mesma sintonia.

 

Corações tocados no projeto Studio Everywhere

Studio everywhere em São Paulo, Brasil (Outubro/2015)

Gaby conta que sempre trabalha com a hipótese de que todas as crianças gostam de arte e que a arte transcende a linguagem. O projeto é fazer com que as crianças pintem autorretratos de como elas se vêem no mundo. A experiência é universal e o resultado é sempre positivo. Durante a aplicação do projeto com as crianças locais, ela observou movimentos suaves e o uso de cores ousadas, e sempre repara no sorriso expresso em cada obra. Gaby adora ver as crianças radiantes de orgulho no final do trabalho quando os desenhos são expostos nas paredes e amigos ou professores se aproximam para ver, como em uma galeria de arte.

Para conseguir se aproximarem de alguma instituição infantil e ter o contato com estas crianças, a família conta com a ajuda de amigos das localidades que acabam combinando com alguma instituição ou escola local para a realização do projeto. Se não é desta forma, eles acabam trocando ideia com os locais ou fazem novas amizades que acabam proporcionando o contato com as organizações de crianças locais.

Até Janeiro de 2016, após 5 meses de viagem, foram 11 projetos concluídos, trabalhando com mais de 420 crianças.

Alguns exemplos de lugares que eles trabalharam: Em Cuzco, no Peru, trabalharam com crianças de mães solteiras em um alojamento dentro de uma garagem nos arredores da cidade. Em La Fortuna, na Costa Rica, o dono do hotel os ajudou a contactar com o orfanato local. Em Bordi, na Índia, um amigo contactou uma escola rural e cerca de 60 estudantes se reuniram para pintar. Em Chiang Mai, na Tailândia, depois de fazer o projeto com os talentosos moradores da “Fundação das Crianças Shelter”, eles foram convidados a voltar a pintar com a escola da aldeia. Em Siem Riep, no Camboja, o homestay foi com eles até o orfanato e acabaram pintando à noite com quase 70 crianças.

 

A maior lição da viagem
Gaby fala que são várias as lições da viagem até agora, sendo: viver o presente, gestão de expectativas, experiências e relações interpessoais superam “as posses”, a resistência das pessoas é inspiradora (mas às vezes atrapalha) e claro … todas as crianças adoram arte e a arte transcende a linguagem.

No complexo Angkor, em Siem Reap, Camboja (Fevereiro/2016)

 

Acompanhe a viagem da família!
Onde já passaram:

  • Costa Rica: Montezuma, área de Guanacaste, área de La Fortuna / Arenal
  • Equador: Quito / Cumbaya, Otavallo, Cuenca
  • Peru: Lima / Barranco, Cuzco, Inca Trail para Machu Picchu
  • Argentina: Buenos Aires, Cataratas do Iguaçu
  • Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro
  • Qatar: Doha
  • Índia: Mumbai, Bordi, Delhi, Agra, Jaipur, Ajmer / Pushkar, Udaipur
  • Tailândia: Banguecoque, Chiang Mai, ilhas Phuket
  • Laos: Luang Prabang
  • Camboja: Siem Reap, Sihanoukville + Koh Rong
  • Vietname: Hanói

 

Para onde estão indo:

  • Vietnam: Hoi An, Hue, Saigon
  • Espanha
  • Planejamento em andamento para explorar a Europa visando: França, Itália, Croácia, Bulgária, Hungria, República Tcheca, Áustria, Alemanha, Holanda …

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por