EnglishPortugueseSpanish
Cenários de tirar o fôlego
Postado por Estela T em Abril 4, 2016 Editado em dezembro 8, 2017

O Itinerário de Viagem já viajou por lugares com cenários de tirar o fôlego. Então, coletamos alguns dos melhores para o seu deleite! Divirta-se e perca o fôlego!

 

Deserto de Siloli, Bolívia

 

Deserto de Sioli, Bolívia

Deserto de Sioli, Bolívia

O Deserto de Siloli chama a atenção pelas suas formações rochosas causadas pelos fortes ventos da região. É considerado como um dos mais áridos do mundo e é a porta de entrada para a “Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Avaroa” e nas suas proximidades ficam as famosas “Lagoas Coloridas” e o “Salar de Uyuni“. Considerado como parte do deserto de Atacama.

A página sobre o Deserto de Siloli ainda não está pronta. Acompanhe o site que logo mais traremos todas as dicas para você desfrutar desta paisagem de tirar o fôlego!

 

Lago Tahoe, Estados Unidos

 

Lago Tahoe, Estados Unidos

Lago Tahoe, Estados Unidos

O Lago Tahoe é um grande lago de água doce situado nas montanhas da Serra Nevada, nos Estados Unidos. É o maior lago alpino da América do Norte e sua profundidade é de 501m, o que faz dele o segundo mais profundo do país.

Foi formado há cerca de dois milhões de anos e faz parte da Bacia do Lago Tahoe; seu desenho atual foi formado durante a última Era do Gelo. Muito conhecido pela transparência de suas águas e pelas montanhas que o cercam de todos os lados.

 

Ushuaia, Argentina

 

Ushuaia, Argentina

Ushuaia, Argentina

Ushuaia é a capital província Argentina de Tierra del FuegoAntartida e Isla del Atlantico Sur. Essa região é dividida entre Argentina e Chile (do lado do Chile a capital é Porvenir) por uma linha reta de norte a sul até chegar no Canal Beagle onde a Argentina fica com o lado “Atlântico” e o Chile com o lado “Pacífico”.

O nome Tierra del Fuego deve-se ao fato de os nativos ascenderem muitas fogueiras para se aquecer (vale dizer que mesmo com o frio os nativos praticamente não usavam roupas). As várias fogueiras eram vistas de longe o que fez com que os navegantes chamassem o local de terra do fogo.

São várias as paisagens de tirar o fôlego nesta região e a que escolhemos foi arrebatadora, clicada quando realizamos o esqui nórdico. Quer usufruir do mesmo privilégio?

 

Chapada Diamantina, Brasil

 

Chapada Diamantina, Brasil

Chapada Diamantina, Brasil

A Chapada Diamantina é a maior chapada brasileira e um lindo destino para ecoturismo no nordeste do Brasil. É uma região de serras, protegida pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina e administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Sua localização fica praticamente no centro do estado da Bahia e é onde nascem quase todos os rios como o Paraguaçu, o Jacuípe e o Rio de Contas. As águas brotam nos cumes e deslizam formando as famosas cachoeiras e piscinas naturais.

A Chapada Diamantina é muito grande (cerca de 395 mil habitantes, distribuídos em 24 municípios) e se você quer conhecê-la toda vai precisar de umas 3 semanas, talvez 2 para conhecer os principais pontos ao norte e ao sul.

 

Castelo Neuschwanstein, Alemanha

 

Castelo Neuschwanstein, Füssen, Alemanha

Castelo Neuschwanstein, Füssen, Alemanha

Este castelo fica na região da Baviera na Alemanha e está nesta lista de paisagens de tirar o fôlego porque não é tão comum um castelo de conto de fadas ficar perfeitamente no alto de uma colina e se encaixando perfeitamente com o cenário. Para quem não sabe, o castelo serviu de inspiração a Walt Disney para criar o castelo da Cinderella!

Inaugura por volta de 1886, o complexo do castelo estende-se por 6.000m² articulados em quatro andares e numerosas torres, com uma altura que atinge os 80 metros. Luís II da Baviera empenhou todo o seu patrimônio na construção do castelo, no entanto habitou durante muito pouco tempo nesta residência.

Como mágica, ao chegarmos na Marienbrücke (Ponte Maria) que é uma ponte que te oferece a vista mais espetacular do castelo, o sol se abriu e hoje podemos compartilhar a paisagem de tirar o fôlego abaixo!

 

 

Vulcão Osorno, Chile

Vulcão Osorno, Chile

Vulcão Osorno, Chile

A paisagem de tirar o fôlego abaixo foi tirada a partir da cidade de Puerto Octay que é uma cidade na província de Osorno na Region de Los Lagos. A cidade faz fronteira ao norte com Puyehue e Osorno, a Oeste com o Río Negro e Purranque, a leste com Puerto Varas e ao sul com Puerto Varas e Frutillar.

Mas você pode buscar mais paisagens no “Parque Nacional Vicente Pérez Rosales” onde visitamos os Saltos de Petrohue e o próprio vulcão Osorno. O Parque Nacional Vicente Pérez Rosales foi criado em 1962 e, por isso, é um dos mais antigos do Chile. O vulcão Osorno é um extravulcão que se encontra na cordilheira dos Andes e possui 2.652m de altitude. Eestá inativo há anos e tem uma estação de esqui aberta durante o inverno e mesmo durante o verão há neve em seu topo e, apesar da estação de esqui estar fechada, é possível subir de teleférico ao topo.

 

Le Mont Saint-Michel, França

 

Le Mont Saint Michel, França

Le Mont Saint Michel, França

O Le Mont Saint-Michel fica na Baixa Normandia, França. Trata-se de uma ilhota rochosa na foz do Rio Couesnon e no seu topo encontramos a Abbaye (abadia) Saint-Michel e santuário em homenagem ao arcanjo São Miguel. Seu antigo nome oficial é Mons Sancti Michaeli in periculo mari (algo como “Monte Saint-Michel em perigo do mar”).

Quando você está chegando próximo à ilhota de carro, estando no continente, em um determinado momento a estrada dá uma subida repentina e você vê a silhueta do Mont e esta imagem é extremamente surreal, os pêlos dos braços ficam arrepiados só de lembrar. É de um jeito tão surpreendente que só você indo para entender o que estamos falando.

 

Estancia Cristina em El Calafate, Argentina

 

estancia-cristina-em-el-calafate

Estancia Cristina, Argentina

As estâncias são grandes fazendas onde se criam comumente ovelhas. Elas são parte da história da região patagônica, dado que para popular a região e evitar que ela fosse tomada por outros países, o governo ofereceu grandes terrenos para quem quisesse faze-los produtivos.

A Estância Cristina está em um espaço de 22mil hectares, bordeado de glaciares, picos nevados e lagunas de grande beleza natural. Atualmente, há um restaurante, um hotel e uma capela no espaço da estância. O lugar é realmente lindo e vale a pena separar uns bons dias para explorar a região!

 

Yosemite National Park, Estados Unidos

 

Yosemite National Park, Estados Unidos

Yosemite National Park, Estados Unidos

O Yosemite National Park é um parque nacional norte-americano localizado nas montanhas da Serra Nevada, na Califórnia. Ele é conhecido internacionalmente pela sua beleza natural incluindo os seus espetaculares desfiladeiros de granito, cascatas, arroios claros, bosques de sequoias gigantes (no Tuolumne Grove) e grande biodiversidade. Tudo isso acabou designando o parque como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1984.

 

Lençóis Maranhenses, Brasil

 

Lençóis Maranhenses, Brasil

Lençóis Maranhenses, Brasil

O famoso Lençóis Maranhenses fica dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses que é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza. Localizada na região nordeste do estado do Maranhão, o parque possui um de 156.584 hectares. O parque está inserido no bioma costeiro marinho, com ecossistemas de mangue, restinga e dunas.

 

Glaciar Perito Moreno, El Calafate, Argentina

 

Glaciar Perito Moreno, Argentina

Glaciar Perito Moreno, Argentina

O Glaciar Perito Moreno possui cinco quilômetros de largura e 60 metros de altura. É possível caminhar sobre o glaciar tanto no Perito Moreno, quanto no Chile, no glaciar Grey (Torres del Paine). Há 2 opções de trekking sobre o glaciar: o Mini trekking e o Big Ice. A diferença é a facilidade de acesso ao glaciar e o tempo de duração do trekking.

É uma das geleiras mais imponentes e já foi chamada de a “oitava maravilha do mundo”, devido à vista que se tem de seu topo.

 

Todas as fotos e textos são criações do Itinerário de Viagem. Direitos reservados, por favor, respeite!

Deixe seu comentário / Nenhum comentário

Itinerário de Viagem (C) Direitos reservados
desenvolvido por